segunda-feira, 20 de maio de 2013

AS PRIMEIRAS MOVIMENTAÇÕES PARA 2014



*Coluna publicada no blog Ouro de Tolo em 14/5/2013

Ao longe já se ouve os tamborins, a marcação do surdo, o puxador pega o microfone e anuncia que está chegando o carnaval 2014.

O quê? Mas como? Estamos em maio ainda, o carnaval 2013 mal terminou. Como posso ser louco de falar algo assim?

Sim amigos, o carnaval 2014 está longe ainda, mas sua movimentação começou. Enquanto a maioria da população que curte folia nem pensa em carnaval ainda as escolas de samba já trabalham para que tudo saia perfeito em fevereiro de 2014.

A campeã Vila Isabel mudou praticamente sua equipe de carnaval toda. Muitos são os comentários que a escola passaria por grave crise financeira e deveria dinheiro para alguns que saíram. Pessoalmente acho que o fato de todo mundo ter saído prova essa versão.

A Vila perdeu Tinga, seu cantor há anos, perdeu a carnavalesca Rosa Magalhães, perdeu coreógrafo de comissão de frente e casal de mestre sala e porta bandeira. Só faltou perder Martinho da Vila pra Vila Kennedy.

Mas a escola teve o mérito de se recuperar rapidamente. Contratou o excelente Gilsinho da Portela para ser sua voz, fez troca troca com a Tijuca no casal de mestre sala e porta bandeira. Se perdeu Julinho e Rute para a escola do Borel trouxe Marquinhos e Giovanna  de lá. Contratou Cid Carvalho como carnavalesco e tudo vai caminhando. 

Não sabemos como será o poder de fogo da atual campeã até porque ela ainda não tem enredo, mas não podemos nunca duvidar da Vila.

Só que esse carnaval 2014 promete ser o mais equilibrado dos últimos anos. A Beija-Flor vem com enredo forte falando de José Bonifácio de Oliveira, o Boni. Boni foi o principal nome da rede Globo por mais de trinta anos e assim já consegue a simpatia da emissora parceira da Liesa. Deve conseguir bastante mídia, apoio de artistas, personalidades como conseguiu em 2011 no enredo campeão do carnaval sobre Roberto Carlos.

A Tijuca não fez por menos e também virá com enredo midiático. A escola de Paulo Barros lembrará os 20 anos da morte de Ayrton Senna lhe homenageando em enredo. O nome de Senna ainda é muito forte não só no Brasil como no mundo.

Caso ocorresse em 1995, como tentou a Tradição, seria uma grande choradeira na avenida e impacto muito forte, mas 20 anos se passaram. Será que o desfile vai ter toda a magia que o nome Ayrton Senna impõe?

Acredito que sim. A escola terá muita mídia, apoio da fundação “Ayrton Senna” e tem um dos carnavalescos mais criativos de nosso carnaval que com certeza fugirá do enredo homenagem. Já foi dito que provavelmente um “grande prêmio” será mostrado na avenida com Senna vencendo no fim. Estou muito curioso em como isso será desenvolvido.

Assim como disse ao escrever sobre a Vila a Tijuca sofreu mudanças. Trocou seu intérprete Bruno Ribas por Tinga e trocou de casal com a Vila.

Esse lance ficou estranho, “trocou de casal”, pareceu swing, enfim..

Salgueiro não mexeu em quase ninguém trazendo apenas de volta a bela porta bandeira Marcela Alves, mas vem com enredo muito forte que lembra o do Boi da Ilha em 2008. A escola fala da teoria de Gaia, aquela em que trata o planeta como um ser vivo, um ser que sofre com a ação do homem e pode tratá-lo futuramente como um vírus e expurgá-lo. Aliás, pela teoria isso já ocorre com os tsunamis e terremotos.

Candidatíssima ao título.

Grande Rio mexeu em toda sua estrutura e contratou o carnavalesco revelação Fabio Ricardo para falar de Maricá. A União da Ilha manteve a maior parte da equipe com algumas contratações para a harmonia e falará sobre brinquedos e brincadeiras. Também estou curioso para ver o desenvolvimento desse enredo que não sei se ainda cabe no grupo especial.

Mocidade mudou de carnavalesco, agora é o ex-portelense Paulo Menezes e contratou Lucinha Nobre para sua porta bandeira. O problema da escola de Padre Miguel é muito maior que nomes e ela tem que se cuidar.

São Clemente está sem carnavalesco e falará sobre favelas. Ainda não sabemos se será questionador como marca sua história ou chapa branca como vem feito ultimamente. Império da Tijuca vem com o até agora melhor enredo do grupo pra mim. Chama-se “Batuk” e falará da influência da batida e dos ritmos africanos. Interessante demais, mas que infelizmente dificilmente evitará um rebaixamento na panela que é hoje o grupo especial. 

Imperatriz assim como Beija-Flor e Tijuca falará sobre uma personalidade e essa em especial mexe com meu coração. Arthur Antunes Coimbra, o Zico, maior jogador da história do Flamengo.

É um enredo mais perigoso que os outros dois porque mexe com futebol, paixão nacional e falará de um jogador vinculado a um clube. Isso atrai toda a simpatia da nação rubro-negra, mas pode trazer a antipatia de quem torce pelos outros e entre eles jurados que apesar de serem idiotas e fazer besteiras aos montes a princípio são seres humanos como nós.

No quanto a Imperatriz pode ser beneficiada ou prejudicada nessa homenagem? Bem, a Estácio falando do Flamengo não voltou nas campeãs e a Tijuca com o Vasco desceu. A vida de Zico tem assunto suficiente para um desfile de escolas de samba?

Mais questões que só fevereiro responderá.

Mangueira vem toda nova pra 2014. Elegeu Chiquinho da Mangueira como presidente e a escola parece passar por um choque de auto-estima. Contratou Rosa Magalhães como carnavalesca, incluiu Preto Jóia no time dos cantores e dizem ser agora uma escola apoiada pelo governo. A verde e rosa vêm muito forte para esse carnaval e esperamos que parem as invencionices.

Bem..Esse é um primeiro apanhado do carnaval 2014. Vamos esperar essas sinopses saírem e as disputas de samba começarem para escrever um pouco melhor. A princípio coloco na frente as quatro favoritas de sempre Vila, Tijuca, Beija-Flor e Salgueiro, mas agora devem ganhar a companhia da Mangueira.

Faltou nada não é?

Faltou sim, faltou escrever sobre a Portela.

Mas essa é outra história.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário