segunda-feira, 4 de novembro de 2013

PEDRO MIGÃO, O CONSPIRADOR




Essa coluna não é inédita. Ela tem dois anos e foi publicada no aniversário do Pedro Migão, dono do blog Ouro de Tolo.

Hoje é seu 39° aniversário e Migão comemorará de um modo especial. Irá viajar. Migão realizará seu sonho de ir a Suécia fazer cirurgia de troca de sexo.  

Parabéns meu amigo, muitas felicidades., Um cara de bem como você merece apenas as coisas boas da vida. Orgulho de ser seu amigo.

E segue a homenagem.

Pedro Migão, o conspirador



Hoje é uma coluna especial. Não que as colunas desses últimos sete meses não tivessem sido, mas hoje tem um toque todo especial, porque é em homenagem a uma pessoa. Acredito que a data de seu aniversário deveria ser um feriado - e se chamaria o“Dia Internacional da Teoria da Conspiração”

Nesse dia Elvis e Michael Jackson apareceriam para celebrar a data. O sósia de Paul McCartney finalmente assumiria que não é ele e o verdadeiro morreu nos anos 60 e seria confirmado oficialmente que Getúlio Vargas e Tancredo Neves foram assassinados. 

E para finalizar esse dia feliz Renato Abreu assinaria com o Vasco por cinco anos, escutas telefônicas comprovariam favorecimento ao Corinthians no campeonato brasileiro e à Grande Rio no carnaval carioca. Nilo Figueiredo daria uma entrevista coletiva anunciando que virou evangélico e assim entregaria a presidência da Portela ao Eike Batista. 

Essas coisas loucas todas ocorreriam em uma data que seria o dia internacional da conspiração. Evidentemente que não teria dia melhor para isso que o aniversário do petroleiro, messiânico e maluco Pedro Migão, o dono dessa “bagaça” aqui. 

Resumir Pedro Migão a um maluco que acredita em teorias conspiratórias e que por trás de tudo, até de um bom dia de um pipoqueiro tem uma grande armação internacional é muito pouco e injusto com ele. Migão é muito mais que isso. 

Além de acreditar nessas teorias Migão é chato, principalmente no twitter e ainda mais em jogo do Flamengo. 

Migão consegue a proeza que só árbitros de futebol conseguem: irritar todos os lados. Ainda mais quando começa com seus vaticínios pessimistas que junto com as teorias conspiratórias de que Globo, Record, CBF, FIFA, CIA, KGB, FMI, LIESA, ONU e o clube do Bolinha se uniram pra derrubar o Flamengo pode ter certeza que tem o poder de uma bomba atômica de chatice. 

Mas quem é o homem por trás do mito? 

Quer dizer, homem atrás do mito é modo de dizer, a não ser que ele venha exagerando naquelas garrafinhas de cerveja que abre em cada jogo. O que eu quis dizer é quem é o homem que a lenda mala e conspiratória esconde? Continua esquisito e com duplo sentido, mas enfim, vamos lá.. 

Pedro Migão nasceu mais ou menos em 1.500.00 AC e nos tempos das cavernas foi considerado o primeiro “homo conspiratorius” . Foi expulso de sua tribo depois que começou a espalhar que os desenhos nas cavernas na verdade eram esquemas táticos do técnico Wanderley Luxemburgo para derrubar o Flamengo, além de dizer que a morte dos dinossauros teve a ver com a família Sarney. 

O tempo passou e Migão vagou até o antigo Egito. Ousou dizer que as pirâmides eram obras super faturadas e Cleópatra corrupta. Foi preso e mandado pra Roma onde foi amante de Marco Antonio e Julio Cesar. Também foi expulso de Roma ao fazer xixi dentro da banheira em um dos banhos termais e jurou vingança: esta ocorreu quando ele deu um isqueiro para Nero. 

Migão seguiu vagando. Tentou alertar Jesus que Judas lhe trairia, mas como o filho do homem conhecia a fama de Migão e suas teorias de conspiração não lhe deu ouvidos. Foi uma das poucas vezes que ele estava certo. 

Migão viria na esquadra de Colombo, mas foi impedido depois de afirmar que o mesmo usou de truque pra deixar o ovo em pé. Viajaria com Vasco da Gama, contudo foi impedido por ser fã de Eurico Miranda. Viria com Cabral, mas acabou com o estoque de cervejas de Portugal e foi largado pra trás bêbado em terras lusitanas. 

Na revolução francesa teve importante papel, denunciando que o hino Francês havia sido composto por um famoso escritório de sambas de enredo do Rio de Janeiro. Graças a isso o hino foi trocado e fizeram a Marselhesa. 
 
Na Guerra do Paraguai tentou matar Duque de Caxias e assim evitar o surgimento da Grande Rio.

Na libertação dos escravos arrumou problemas com o site abolicionist@web e acusado de fornecer informações para gente de fora do grupo. 

No século XX Migão apareceu em momentos importantes, como testemunhando os assassinatos de Gandhi, Kennedy, John Lennon e Odete Roitman. Denunciou que o homem não foi a Lua e aquilo na verdade foi uma manobra da Rede Globo com a Time Life. Esteve presente na 1°, 2° e 3° guerra mundial, mesmo essa nunca existindo ele jurou ver e repetidas vezes colocou o disco da Xuxa ao contrário nos anos 80 - e jurou que tinha mensagens a favor do Diabo. 

Foi depois de sua 378° internação no hospital psiquiátrico “Renato Canelada” (na última ele jurava que o ex presidente da Portela Carlinhos Maracanã pilotava um dos aviões que atingiu o WTC) que conheci o mito Pedro Migão. 

Nos conhecemos na lista de discussão sobre carnaval na internet Academia do Samba e depois migramos juntos para a Monarcas do Samba, onde nossa amizade e convivência foram aumentando. 

Conheci pessoalmente e mantive minha impressão: que ele era completamente maluco, mas além disso, que era gente boníssima, amigo dos amigos (sem pertencer a nenhuma facção criminosa com esse nome, eu acho) e principalmente uma pessoa com grande espírito esportivo que recebe gozações dos amigos com bom humor. 

Vai ver porque ele sabe que as pessoas só costumam brincar com quem gostam. 

Nossa amizade foi se estreitando e ganhou frutos. Começamos uma parceria de samba-enredo e juntos fizemos composições para escolas como Império da Tijuca e Vizinha Faladeira. 

Mas foi no Acadêmicos do Dendê que a coisa aconteceu. Fizemos quatro sambas juntos, alcançamos três vitórias e nesse momento se Deus quiser estamos classificados para nossa quinta final juntos na escola, buscando a quarta vitória. 

Pedro Migão é um bom filho, um bom pai, bom amigo. Muitas vezes me ajudou, muitas vezes iluminou e clareou pensamentos que eu tinha. Ofereceu espaço em seu blog quando lhe falei que estava com vontade de escrever e hoje tenho um espaço bacana aqui, onde as pessoas vêm falar comigo que gostam. 

Por isso me sinto honrado de falar dele em uma data tão importante. Uma pessoa que não conheço ninguém que fale que não goste, mesmo sendo maluco e um tanto quanto neurótico e irritando em jogos do Flamengo. 

Feliz aniversário meu amigo, muita paz, saúde e felicidade pra você. Que Deus continue iluminando seu caminho, de sua família e mantendo esse cara bacana que você é. 

Hoje a “Orun Aye” é em homenagem a você. Mas esquece cara. Não foi a CIA em conluio com Luan Santana que fez Zezé de Camargo e Luciano brigarem.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário