quarta-feira, 30 de abril de 2014

SOBE O SOM: ROUPA NOVA





Hoje a “Sobe o som” fala de uma das bandas mais queridas do Brasil. A “dona” de megahits Roupa Nova.

A banda surgiu em agosto de 1980, devido a mudanças ocorridas após 1978 no grupo chamado Os Famks , e mantém até hoje sua formação original. É composta por Paulinho (voz, percussão e vocal), Serginho Herval (bateria, voz e vocal), Nando (baixo, voz e vocal), Kiko (guitarra, violões e vocal), Cleberson Horsth (teclados e vocal) e Ricardo Feghali (teclados, voz e vocal).
São os atuais recordistas em trilhas sonoras de novelas, com mais de 35 músicas.

É a banda brasileira com maior tempo de formação, mais de 30 anos de estrada e com seus membros originais.

Em junho de 2005 o Roupa Nova foi o grande vencedor do Prêmio TIM de Música na categoria Canção Popular recebendo dois prêmios: o prêmio de melhor disco com Roupacústico, disputando com Beleza Roubada de Dulce Quental e Outros Planos da banda 14 Bis, e o prêmio de melhor grupo, disputando com Red e 14 Bis.

Em 2009 o grupo recebeu um dos mais importantes prêmios da música mundial, o Grammy Latino, na Categoria Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro desta vez concorrendo com Ivete Sangalo, Jota Quest, Skank e Rita Lee

Nos dias 2 e 3 de julho de 2010 foi gravado um projeto em comemoração aos 30 anos de carreira com participações de Sandy, Milton Nascimento, Fresno e o Padre Fábio de Melo. O álbum foi lançado em outubro de 2010.

Em 30 anos de carreira, o grupo já vendeu quase 10 milhões de discos.

Então vamos lá!!

Sobe o som Roupa Nova!!



Dona



Linda demais



Volta pra mim



Amar é..



A força do amor


A viagem



Meu universo é você



Coração pirata



Um sonho a dois

 
Seguindo no trem azul



Sapato velho



Anjo 



Começo, meio e fim


Chuva de prata


Canção de verão


Clarear 


Tema da vitória



Bem. Aí está um pouco da história do Roupa Nova que há tantos anos embala nossos romances e corações. Semana que vem será de monarquia no blog. Teremos Elvis.


Enquanto isso um sonho a mais não faz mal. 


ARQUIVO:

SOBE O SOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário