quarta-feira, 28 de junho de 2017

CINEBLOG: O OLHO MÁGICO DO AMOR


Cineblog fala hoje de um filme polêmico, de forte conotação sexual da primeira metade dos anos 80. Filme que fez a alegria de muitos adolescentes.

Cineblog orgulhosamente apresenta:


O olho mágico do amor



No início da década de 80, uma dupla de estudantes recém-graduados na USP, formada por Ícaro Martins e José Antonio Garcia, surgiu como voz distinta dentro da cena da Boca do Lixo paulistana. O trabalho de estreia dos cineastas, O Olho Mágico do Amor, ainda que seguisse as exigências do mercado das pornochanchadas em relação ao combo nudez/sexo, já apresentava um olhar autoral diferenciado, que viria a flertar ainda mais com o experimentalismo nos longas seguintes: Onda Nova (1983) e o ótimo Estrela Nua (1984). Esses primeiros trabalhos, todos estrelados por Carla Camurati, compõem uma espécie de trilogia informal, constituindo também toda a obra conjunta de Martins e Garcia, que depois seguiriam caminhos separados.


Sinopse



Carla Camurati é uma jovem em São Paulo em busca de emprego. Após várias tentativas, acaba conseguindo uma vaga como secretária em um escritório, no centro antigo da cidade. Seu patrão, Sérgio Mamberti lhe confia as chaves do recinto e todas as tarefas do dia. O serviço parece enfadonho, até ela descobrir que sua sala fica ao lado de um prostíbulo, onde trabalha a prostituta vivida por Tânia Alves. Através de um olho mágico improvisado, que dá título ao filme, ela observa os encontros amorosos e sexuais na casa vizinha o que lhe atiça as mais profundas fantasias.


Elenco



Tito Alencastro
Tânia Alves
Hércules Barbosa
Arrigo Barnabé
Carla Camurati
Casagrande
Luiz Felipe
Luis Roberto Galizia
José Antonio Garcia
Ênio Gonçalves
Maria Helena
Ismael Ivo
Nelson Jacobina
Leonor Lambertini
Sérgio Mamberti

Prêmios



Gramado

Melhor atriz - Carla Camuratti


Em duas semanas Cineblog volta com o inesquecível Ghost.


CINEBLOG ANTERIOR:

APERTEM OS CINTOS, O PILOTO SUMIU

Nenhum comentário:

Postar um comentário