quarta-feira, 18 de outubro de 2017

TROCANDO EM ARTES: OS IMIGRANTES


Trocando em artes lembra hoje uma novela que fez muito sucesso no Brasil no começo dos anos 80 passada pela Bandeirantes.

Cineblog orgulhosamente apresenta:


Os imigrantes



Os Imigrantes é uma telenovela brasileira que foi produzida pela Rede Bandeirantes e exibida de 27 de abril de 1981 a 1 de novembro de 1982 em 459 capítulos. Escrita por Benedito Ruy Barbosa, Wilson Aguiar Filho e Renata Pallottini e dirigida por Atílio Riccó, Henrique Martins, com supervisão de Antonio Abujamra.

Rubens de Falco, Othon Bastos e Altair Lima interpretaram os três imigrantes protagonistas com o mesmo nome, Antônio: o italiano, o português e o espanhol, respectivamente, numa trama que narra a chegada dos imigrantes ao Brasil. Yoná Magalhães, Maria Estela, Lúcia Veríssimo, Rolando Boldrin, Norma Bengell, Paulo Betti, Denise Del Vecchio, Fúlvio Stefanini, Cristina Mullins, Dionísio Azevedo, Felipe Donavan, Flora Geny, Luís Carlos Arutin, Riva Nimitz, Herson Capri, Suzy Camacho, Virginie Boutaud e Solange Couto desempenharam os demais papéis principais da história.

A telenovela é a maior em capítulos da história da Rede Bandeirantes e a quarta na lista de telenovelas da teledramaturgia brasileira, com seus 459 capítulos somados a sua sequência Os Imigrantes: Terceira Geração, fica atrás apenas da primeira versão de Chiquititas, do SBT, com 807 capítulos, Redenção, da Rede Excelsior, com 596 capítulos, e as três fases de Caminhos do Coração, da Rede Record, com 583 capítulos.

A novela foi reprisada pela Rede Vida do dia 3 de fevereiro de 2014 a 27 de outubro de 2014 às 23 horas em 190 capítulos remasterizados.


Antecedentes



Os Imigrantes foi dividida em diversas fases numa proposta da Rede Bandeirantes em retratar a imigração no Brasil no final do século XIX. Foi uma das mais bem produzidas telenovelas da emissora, chegando a ser um sucesso de audiência, e no entanto solidificou um público cativo de telenovelas para o canal e foi a grande campeã nas distribuições de prêmios em 1981 pela crítica especializada.


Produção



Faltando dois meses para o término de Cabocla (1979), Benedito Ruy Barbosa era contratado pela Rede Bandeirantes. Benedito escreveu Os Imigrantes até o capítulo 313, pois em 1982 havia sido recontratado pela Rede Globo para escrever Paraíso. Pela Globo, retrataria a saga de imigrantes no Brasil em Vida Nova (1988), Terra Nostra (1999) e Esperança (2002). Assim sendo, foi substituído no roteiro por Wilson Aguiar Filho - que posteriormente assinaria outros dois sucessos fora da Globo, Dona Beija (1986) e Kananga do Japão (1989), ambas na extinta Rede Manchete - e Renata Pallottini.

A novela teve cenas gravadas na fazenda São Sebastião, em Amparo, no interior de São Paulo, a mesma fazenda foi usada para as gravações do filme brasileiro A Carne (1975), e para a novela do SBT, Os Ossos do Barão (1997).

Os figurinos de Os Imigrantes, concebidos por Gianni Ratto, foram alugados pela Bandeirantes por um preço simbólico para a produção do filme O Quatrilho (1995) de Fábio Barreto, que foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Em Os Imigrantes: Terceira Geração, alguns personagens tiveram seus atores substituídos, Lúcia Veríssimo por Denise Del Vecchio, e o loiro José Parisi Júnior foi substituído pelo moreno João Signorelli para fazer o mesmo personagem, Youssefinho.

Nas Eleições gerais no Brasil em 1982, ano em que a novela estava no ar, o ex-Presidente da República do Brasil Jânio Quadros gravou uma participação especial, vivendo ele mesmo. Com os cabelos e bigodes pintados de preto, o político relembrou o ano de 1958, retratado na trama, quando era governador do estado de São Paulo (1955-1959) e anunciou a sua intenção de candidatar-se à Presidência da República.


Sinopse



A telenovela conta a saga dos imigrantes que ajudaram a construir o Brasil como o conhecemos, deixando seus países de origem em busca de uma vida melhor. Os personagens protagonistas da história são três homens de nacionalidades diferentes, mas homônimos. Antonio di Salvio, italiano, prospera ao casar-se com Isabel, filha de Décio, um fazendeiro cafeicultor, indo inclusive viver num dos suntuosos casarões da Avenida Paulista. António Pereira, português, depois de aproveitar bem a juventude com muitos amores e diversão, abre uma empresa transportadora e prospera. Já o espanhol, Antonio Hernández, só vem a conhecer o sossego no fim da vida, após muitas desventuras políticas. Há a presença da bela espanhola Mercedez, alvo da cobiça dos homens, e as intrigas características do Brasil das primeiras décadas do século XX.


Exibição



Ao longo do tempo, a Bandeirantes já reapresentou Os Imigrantes em diversas ocasiões. Em 1982, logo após o final da Terceira Geração, foi reapresentada em compacto de 30 capítulos no mesmo horário das 18h30. Entre 1 de agosto a setembro de 1983, às 20h, foi reapresentada apenas a 1ª fase, em substituição a Sabor de Mel. De 22 de janeiro de 1990 a 27 de maio de 1991, na faixa matutina, ocorreu a única reprise integral dos 333 capítulos até hoje. Ainda, entre 27 de março e 22 de julho de 1995, as duas primeiras fases foram reprisadas, às 18h. Em 2010, a emissora gaúcha Ulbra TV de Porto Alegre firmou uma parceria com a Rede Bandeirantes e comprou as três primeiras fases da novela, entre agosto de 2010 a abril de 2011, em três horários, em 190 capítulos.

De 3 de Fevereiro a 27 de Outubro de 2014 a novela foi reprisada pela Rede Vida, canal católico de São José do Rio Preto/SP com um total de 190 capítulos remasterizados.


Elenco



Rubens de Falco - Antonio di Salvio
Othon Bastos - António Pereira
Altair Lima - Antonio Hernández
Herson Capri - Antonio di Salvio (1ª fase)
David Arcanjo - Antonio Pereira (1ª fase) / Quinzinho
José Piñero - Antonio Hernández (1ª fase) / Paquito
Yoná Magalhães - Mercedez
Maria Estela - Isabel
Lúcia Veríssimo - Isabel (jovem)
Rolando Boldrin - Décio
Norma Bengell - Nena
José Augusto Zago - Policial/Garçom
Fúlvio Stefanini - Amadeu
Cristina Mullins - Nina
Dionísio Azevedo - Tufik
Felipe Donavan - Ramiro
Flora Geny - Rosita
Luís Carlos Arutin - Youssef
Riva Nimitz - Matilde
Baby Garroux - Pierina
Sandra Barsotti - Maria
Agnaldo Rayol - Miguel
Luiz Armando Queiroz - Júlio / Luiz Vasconcellos
Paulo Betti - André
Afonso Nigro - André (criança) / Frederico
Cássia Stancatti - Dulce (Secretária Dr. André)
Valdir Fernandes - Primo
Carlos Amorim
Elizabeth Gasper - Frida
Fausto Rocha - Renato
Chica Xavier - Biá
Solange Couto - Bia (1ª fase) / Teca
Paulo Autran - Paco Valdez
Marcela Muniz - Maninha
Ísis Koschdoski- Rosália
Cláudia Alencar - Antônia
Nicole Puzzi - Antonieta
Paulo Castelli - Ricardo
Arlindo Barreto - José Antônio
Manfredo Colassanti - Tio Genaro
Emílio Di Biasi - Anacleto Amadeu
Ênio Santos - Olavo Coutinho
Cristiane Rando - Renata
Solange Theodoro - Helena
David Leroy - Rodolfo
Lizette Negreiros - Cacilda
Ulisses Bezerra - Paco
Márcio De Lucca - Francisco Molina
Arnaldo Weiss - Onofre
Ricardo Blat - Edgard Ataliba
Hugo Della Santa - Antonito
João Carlos Barroso - Chiquinho
Déborah Seabra - Cissa
João Signorelli - Youssefinho
Fábio Cardoso - Francisco Molina Hernández
John Herbert - Ramón
Abrahão Farc - Domingues
Dulce Conforto - Dedé
Mirian Mehler - Renata
Maria Eugênia de Domênico - Vitória
Maria Aparecida Baxter - Giselda
Roberto Orozco - Promotor
Geny Prado - Cremilda
Carlos Cambraia - Delegado Cardoso
Eduardo Abbas - Otávio
Léa Camargo - Léa
Roberto Scudero - Ator de teatro
Yara Grey - Ruth
Gésio Amadeu - Josué
Hélio Cícero - Ataliba
Tacus de Azevedo - Jorge Assad
Leonardo Camilo - Vadinho
Lília Cabral - Angelina
Taumaturgo Ferreira - Tonico
Carlo Briani - Mateus
Paulo Novaes - Marcos
Ady Salgado - Assunta
Raul Toledo - Lico
Rosilene Ferreira - Cabocla Cida
Andréa Leão - Elza
Ronaldo Salgado - Tadeu
Midore Tange - Hiroê
Felipe Donovan - Delegado
Carlos Takeshi - Hiroshi
Rodrigo Santiago - Meneguetti (Gino Amletto)

Lançamento, repercussão e legado


24 pontos foi a audiência média de Os Imigrantes em São Paulo, quando foi exibida pela primeira vez, em 1981.

Durante a terceira reprise da telenovela, em 1995, o jornalista da Folha de S.Paulo, José Simão, brincou dizendo: "E o que a gente faz quando a Band entra com "Os Imigrantes"? Emigra pra Globo! Que a Globo entra com os Irmãos e a gente com a Coragem!", referindo-se ao fato de Os Imigrantes concorrer com o remake de Irmãos Coragem, a novela das seis da Rede Globo na época.

Nesta terceira reprise, iniciada em março de 1995, apenas as duas primeiras fases foram apresentadas, em julho do mesmo ano a emissora decidiu interromper a reapresentação, uma telespectadora de São Luís, capital do Maranhão, reclamou na Folha de S.Paulo:

"Por que tiraram do ar `Os Imigrantes'?
Gostaria de manifestar minha decepção com a Rede Bandeirantes, que retirou do ar, sem mais nem menos, a novela "Os Imigrantes". Tenho 16 anos e pela primeira vez estava tendo a oportunidade de acompanhá-la desde o início. Apesar de antiga, era uma ótima novela, com elenco e autor excelentes. Além disso, era um verdadeiro banho de cultura a cada capítulo. Usava humor e romantismo para abordar temas da história brasileira e mundial. Ana Cristina S. Nascimento São Luís, MA.

Em 27 de outubro de 2000, a Rede Globo transmitiu o especial TV 50 Anos, em homenagem a história da teledramaturgia brasileira, Os Imigrantes foi relembrada.

Em 29 de dezembro de 2002, a Bandeirantes exibiu o especial Band, 35 Anos de História, foram exibidas imagens de Os Imigrantes


Prêmios



Os Imigrantes recebeu o Troféu Imprensa de melhor novela concorrendo com Baila Comigo e Ciranda de Pedra, ambas da Rede Globo, na edição realizada em 1982, a primeira do prêmio no recém inaugurado SBT, em 10 de janeiro de 1982.


Trocando em artes versão novelas volta mês que vem com "Dona Beija"


TROCANDO EM ARTES ANTERIOR:

A PARTILHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário