quarta-feira, 24 de setembro de 2014

CINEBLOG: 500 DIAS COM ELA




Cineblog fala hoje de um filme moderno, desse século e que vi uma vez de forma despretensiosa no Telecine. Parecia mais uma daquelas comédias românticas, mas não era. O filme revelou nuances diferentes e com um fim bonito e inesperado me cativou. Bom para os românticos. Péssimo, mas que dá esperança, pra quem sofre de amor.

Cineblog orgulhosamente apresenta:


500 DIAS COM ELA



(500) Days of Summer ((500) Dias com Ela ou (500) Dias com Summer é um filme estadunidense de drama/comédia romântica de 2009. Foi escrito por Scott Neustadter e Michael H. Weber, dirigido por Marc Webb, produzido por Mark Waters e estrelando Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel.

 O filme emprega uma estrutura narrativa não-linear, com a história baseada em seu protagonista masculino e seu olhar memorável de um relacionamento fracassado. A fotografia principal começou em abril de 2008 em Los Angeles.

Como uma produção independente, foi pego para distribuição pela Fox Searchlight Pictures e estreado em 2009 no Sundance Film Festival. Foi um sucesso de público e recebeu uma ovação de pé no festival. Ele mais tarde passou a ser lançado nos EUA em 7 de agosto de 2009, em 2 de setembro de 2009, no Reino Unido e Irlanda, e em 17 de setembro de 2009, na Austrália

O filme chegou a alcançar o sucesso generalizado. Ele recebeu a aclamação da crítica e se tornou um sucesso "sleeper hit", ganhando mais de US$ 60 milhões em rendimentos a nível mundial, ultrapassando o seu orçamento de US$ 7,5 milhões. Muitos críticos elogiaram o filme como um dos melhores de 2009, vendo-o destaque em muitas listas de fim de ano e fazendo comparações a outros filmes aclamados como Annie Hall e High Fidelity.

O filme também recebeu numerosos prêmios e nomeações, incluindo Scott Neustadter e Michael H. Weber recebendo o Satellite Award de 2009 por "Melhor Roteiro Original" e o Independent Spirit Award por "Melhor Roteiro". Nomeações notáveis incluíram duas no 67º Golden Globe Awards por "Melhor Filme (Musical ou Comédia)", que perdeu para The Hangover, e uma nomeação para Joseph Gordon-Levitt por "Melhor Ator (Musical ou Comédia)", que perdeu para Robert Downey Jr. por Sherlock Holmes.

Elenco



Joseph Gordon-Levitt como Tom Hansen, um arquiteto formado que trabalha como um escritor em uma empresa de cartões.

Zooey Deschanel como Summer Finn, assistente do chefe de Tom e interesse romântico de Tom.

Chloë Grace Moretz como Rachel Hansen, irmã mais nova de Tom.

Geoffrey Arend como McKenzie, colega de trabalho de Tom na empresa de cartões.

Matthew Gray Gubler como Paul, um dos amigos de Tom.

Clark Gregg como Vance, chefe de Tom.

Rachel Boston como Alison, encontro de Tom.

Minka Kelly como Autumn.

Maile Flanagan como Rhoda.

Patricia Belcher como Millie.

Richard McGonagle como Narrador.


Produção


Roteiro

O estilo de filme é apresentado em uma narrativa não-linear. Cada cena é introduzida através de um cartão título que mostra como são os 500 dias.
O filme começa com um aviso: "Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera coincidência … Especialmente você, Jenny Beckman …"

 O co-roteirista do filme, Scott Neustadter, admitiu que o filme foi baseado em um romance real. Neustadter explica que, quando ele conheceu a garota que inspirou a personagem Summer como uma estudante da London School of Economics em 2002, ele estava se recuperando de uma separação ruim de volta para casa, e rapidamente caiu "loucamente, loucamente, perdidamente apaixonado" com a garota que "retornou seus beijos, mas não seu ardor." O término do relacionamento foi "doloroso e inesquecivelmente horrível", que o levou a co-escrever o filme com Michael H. Weber. 

Direção

O director Webb descreveu o filme como mais uma história de "maioridade" em oposição a uma "rom-com". Ele afirmou: "Chegamos a uma conclusão diferente, de uma coisa. Além disso, a maioria das comédias românticas são mais leais a uma fórmula que a verdade emocional. Trata-se de felicidade e de aprendizagem que você vai encontrar dentro de si mesmo, em vez de nos grandes olhos azuis da moça no cubículo do corredor. Eu queria fazer um filme sentimental e um filme não cínico. 

Em minha mente, eu queria que fosse algo que você pudesse dançar. É por isso que nós colocamos um parêntese no título - é como uma canção pop em forma de filme. Não é um grande filme. Não se trata de guerra ou pobreza. Trata-se de 500 dias na relação de um cara jovem, mas não é menos merecedor de atenção. Quando seu coração é partido primeiro, ele consome você. E é uma emoção que eu queria fazer sobre um filme, antes que eu esquecesse como se sentia".

Áudio

O filme apresenta uma sequência musical depois que Tom e Summer passam a noite juntos. Como Tom caminha para o trabalho, ele está muito feliz e atravessa a rua em uma grande série de filmagens musicais com a canção de Hall & Oates, "You Make My Dreams", e outros se juntam a sua dança. 

A trilha sonora do filme foi lançada em 14 de julho de 2009. Ela alcançou o #42 na parada americana Billboard 200.


Semana que vem “Cineblog” continua romântico com “Ps. I love you” 


ARQUIVO:

OS PÁSSAROS

2 comentários: