terça-feira, 24 de junho de 2014

A COPA NA TV


*Coluna publicada no blog Ouro de Tolo em 20/6/2014


O Ouro de Tolo não é a antiga Tv Bandeirantes, mas virou o “Canal do Esporte”. Sua programação vem sendo dedicada quase que exclusivamente a peleja mundial que está sendo disputada em terras tupiniquins e com alguns colunistas contando os embates in loco.

Não sou rico como o dono do blog (mentira, ele não é rico, mentira, é sim) e para mim coube a parte do proletariado, contar como está sendo pela TV.
Contarei. Vi nada.

Fim de coluna.

Brincadeira vi sim. Mas se essa coluna tivesse que ser feita segunda-feira essa seria a minha resposta porque vi muito pouco de copa do mundo nos primeiros dias. Tinha coisa mais importante para fazer como namorar.

Vi o jogo do Brasil como o mundo inteiro viu. Vi como a maioria dos brasileiros, ouvindo a voz que amamos odiar. A de Galvão Bueno.

Brasileiro adora falar mal do Galvão. Mandando que ele cale a boca, mas chega na hora e todo mundo vê através de sua transmissão. Não adianta, Galvão é a voz oficial do esporte brasileiro.

Vivemos uma era com maior facilidade de informação. Sou do tempo que víamos a Bandeirantes domingo porque o dia todo ela era dedicada ao esporte. Hoje temos televisões por assinatura e várias emissoras dedicadas ao esporte. O Sportv tem 3, a ESPN 2, a Fox mais 2.

O Sportv tem um canal vinte e quatro horas ao vivo falando apenas sobre copa do mundo. É o canal que venho assistindo mais.

Não vi nada na Fox então não posso analisar o canal. A Fox sports chegou recentemente ao Brasil e confesso que ainda não me habituei muito a ele.

Sportv e ESPN têm estilos diferentes de informação e de ver o esporte e isso é bem acentuado nessa copa. Como eu disse o Sportv tem um canal cobrindo a copa vinte e quatro horas e não é fácil arrumar assunto para esse tempo todo por mais que fosse um assunto interessante e o principal hoje do país.

Por isso diversifica. Por isso tenta trazer para o âmbito copa do mundo todas as tribos, todas as classes.  Tem os programas para aqueles que estão acostumados com o futebol como o “Seleção SPORTV”, tem para os torcedores de ocasião como o “Extra ordinários” que não tem nenhum especialista sobre futebol e se fala de tudo e para os insones tem o “Madruga SPORTV” que dura seis horas.

A ESPN colocou sua mesa redonda todos os dias analisando a copa. Não sai muito de seu tom sóbrio e crítico dando margem para isso apenas no bate bola realizado a noite que sempre tem um ar mais descontraído, mesmo em época sem copa.

O trato com o evento e com a seleção brasileira difere entre uma emissora e outra. Como eu disse a ESPN é mais crítica e o SPORTV mais “oba-oba”. Um exemplo disso é como as duas emissoras trataram a questão dos invasores chilenos ao Maracanã.

A ESPN tratou mais como culpa da organização do mundial e o SPORTV dos chilenos que foram mal educados.

Na Globo e seu clima de euforia, com Oloduns, mesas táticas, bonecos de Olinda e confiança no hexa mesmo depois de uma péssima atuação contra os conterrâneos do Chaves vem a melhor surpresa da competição.  

Juninho Pernambucano.

O ex-jogador parece um veterano comentando. Comenta tudo com autoridade, firmeza de quem realmente conhece do assunto e clareza para quem até quem não entende muito de futebol saiba o que vem ocorrendo.

Não tinha visto o Juninho comentando ainda, o que é a causa de minha surpresa. Mas seu poder de comunicação não é surpresa para mim já que todas as segundas ouço o “futebol de verdade”, programa que ele tem na Rádio Globo com Zico e Felipe Cardoso e Juninho se sai muito bem.

Acho que esse chegou pra ficar.

Não vejo nada na Band, ainda mais sem Luciano do Valle, mas já sei que o nível não anda muito bom por lá tendo até bandeirinha que ficou famosa por erros e beleza comentando. Pelas rádios venho acompanhando mais por Globo e Tupi com o show de costume do apolinho Washington Rodrigues.

Lamento pelo garotinho José Carlos Araújo não estar numa grande emissora. Quem ouve rádio é fiel a suas emissoras preferidas, que ouve desde menino e dificilmente muda no dial. Eu sou um desses e acabei ficando sem um dos meus locutores preferidos.

Sobre o futebol em campo, como eu disse, só comecei a ver segunda e como todos vi uma Alemanha assombrando e uma Espanha assombrada. Os espanhóis levaram as touradas em Madri a sério pegando o papel de touro.

Mas ainda é muito cedo. Copa do mundo é na verdade duas competições dentro de uma. A primeira fase é uma coisa, mata-mata outra.

O que posso dizer com certeza é que não entendi as vaias a Dilma. Não que não merecesse, não entro nessa questão, mas por quê só agora? Não ocorreu nenhum fato novo para isso. Evidente é coisa orquestrada e acho de muita falta de educação dizer para uma mulher as coisas ditas.

Nem falo do fato dela ser governante, mas por ser mulher. Podia ser nossa mãe ali.  

A segunda que ao contrário do que muito falavam a copa vem sendo um sucesso dentro e fora de campo. Isso pode sim influenciar nas eleições presidenciais de outubro. Povo orgulhoso vota no governo.

Por falar em vaias e o Diego Costa hein?

Pior escolha que vi alguém fazer desde que escolhi fazer publicidade na faculdade, mas sobre os times da copa falarei com mais detalhes a partir de semana que vem.   

E não é que está tendo copa?   

           

Nenhum comentário:

Postar um comentário