sexta-feira, 8 de março de 2013

QUINTA DO ESCÁRNIO


Quando eu reativei o blog, oito dias atrás, planejei escrever nele as segundas e sextas e republicar minhas colunas dos blogs Ouro de Tolo e Brasil Decide do domingo anterior nas quartas.

Mas cadê que o que planejamos dá certo?

Poucas vezes eu vi na vida uma semana tão agitada quanto essa e por uma grande coincidência justo numa semana em que domingo será publicada no Ouro de Tolo uma coluna minha falando sobre sociedade do espetáculo.

Essa semana tivemos mortes importantes e o aniversário da União da Ilha o que já valeriam colunas, mas aí chegou essa quinta-feira e ela foi demais.

Uma quinta-feira recheada de notícia e o pior, notícias nada agradáveis. Uma quinta pra se esquecer.

O que falar de um dia que começa com o pastor Marco Feliciano virando presidente da Comissão dos Direitos Humanos da câmara dos deputados?

Nada a princípio. O fato dele ser um pastor em nada interfere no que a pessoa deve ser e sendo uma pessoa religiosa, de Deus como se pressupõe alguém que tem um rebanho, só poderíamos esperar uma pessoa bondosa, justa e que trate seus semelhantes com respeito.

Sim, ele é isso tudo e eu sou a Madonna.

Ocorre caro leitor que nem tudo que deveria ser é. Ocorre caro leitor que muitos desses que se dizem representantes de Deus na Terra e que foram escolhidos para pregar sua palavra são os primeiros a pregar o ódio, a intolerância, o preconceito.

Temos que respeitar todas as religiões e eu conheço alguns evangélicos e respeito demais. Mas o problema é que o respeito tem que ser recíproco e assim como sim, nós temos pastores, padres, pais de santo, monges  e etc como pessoas abençoadas e boas temos alguns “Hitler” em versão aleluia.

Não conheço bem o pastor Marco Feliciano, confesso, mas uma pessoa que diz que na África nasceram as piores doenças da humanidade e existe fome porque são pagãos, que trata o homossexualismo como doença e pede senha de cartão de fiel realmente não faço questão de conhecer.   

Pastor, com todo respeito, segue sua religião quem quiser, dá a bunda quem quiser e o senhor tem nada a ver com isso. Caso isso seja errado como o senhor diz quem pratica essas coisas tem que se entender é com Deus e com Jesus na hora de seu passamento e pelo pouco que esse humilde filho Dele aqui sabe Deus é justo e misericordioso e Jesus até Maria Madalena ajudou então eles têm muito mais coisas pra se preocupar do que sobre o que seus filhos fazem na cama.

A câmara dos deputados, a nossa classe política mais uma vez nos tirou de idiotas, mais uma vez praticou o escárnio, a galhofa, botou pra ajudar as minorias alguém que não gosta das minorias. Qual o próximo passo caros deputados? Jair Bolsonaro pra comissão da verdade? Responsável por abrir os arquivos podres da ditadura?

Sabem o que é pior? Saber que nada vai mudar porque desse circo os palhaços somos nós já que esses homens e mulheres nos fazem de idiotas durante 4 anos inteiros e nós vamos lá e votamos neles de novo!! Parabéns para nós e pra nossa incompetência política.

O dia prosseguiu e com ele as “excelentes notícias”. No fim da tarde a justa e honrada CONMEBOL mudou a pena do Corinthians e em vez de perda de mando de campo até o fim da Libertadores terá multa de 200 mil dólares e não poderá acompanhar o time em jogos fora de casa por dezoito meses.

Vamos analisar essa situação leitor. Esse dinheiro aí pro clube mais rico do pais sai na urina. Não ter torcida fora de casa? Vai fazer muita diferença não ter quinhentas pessoas no meio de quarenta mil né? Cumpriu um jogo? Jogando contra ninguém.

Vamos ser francos, o Corinthians foi absolvido.  Eu sempre disse que a punição estava exagerada, mas uma mudança brusca dessa? Se é pra suavizar dessa forma porque puniu de forma tão forte? Pra arregar? Tirar todo mundo de idiota?

Nem tanto ao céu nem tanto a terra, se antes tava forte demais agora ta ridículo. Duzentos mil pra um clube de futebol é nada, essa punição de jogos fora é uma bobagem. Por quê não um meio termo? Dois milhões de multa e sem público na primeira fase toda?

E essa situação do Corinthians nem é o mais grave dessa história toda. Sabem qual foi a pena do garoto que surgiu do nada dizendo que atirou o sinalizador? Preparem-se porque foi pesadíssima, é de cortar o coração.

Ele ganhou uma bolsa de estudos pra faculdade da Gaviões da Fiel. Sim leitor, isso, a Gaviões, a mesma que lhe apresentou ao mundo. Uma torcida organizada tal como é a Mancha Verde que irritada com os jogadores do Palmeiras foi pro aeroporto bater no time e feriu o goleiro Fernando Prass.

Se apanhar fizesse alguém jogar bola o karatê Kid era o novo Messi e outra, a escola de samba Mancha Verde caiu e não vi nenhum jogador ir à sede enfiar o cacete neles.  

Voltando ao Corinthians. O clube praticamente foi absolvido, o moleque do sinalizador o máximo de punição que receberá será um trote na faculdade, os doze da Bolívia serão soltos e o São José, mandante do jogo e que deixou o artefato entrar no estádio tomou uma multa tão pequena que deve ser o que gasto por mês comprando picolé pra Bia. 

Todo mundo saindo feliz leve, alegre e contente com uma bela canção para entoar. Menos o menino Kevin que morreu com um artefato no olho e sua família que tem a presença forte de sua ausência em seu dia a dia.

E o dia foi passando, passando até que chegou a madrugada e o veredicto do goleiro Bruno. Tomou vinte e dois anos e meio de prisão, sendo que dezessete e meio de regime fechado, sendo que ele já cumpriu quase três anos, sendo que ele tem benefício de mais um ano por trabalhar na lavanderia, sendo que com bom comportamento ele pode sair em três anos, sendo que ele se deu bem.

Pois é. O rapaz mandou matar a mulher que foi esquartejada e dada para os cachorros como um pacote de Bonzo e no total ficará uns seis anos na cadeia. Sairá da prisão com 31 ou 32 anos, auge de um goleiro.

É contratado por um time pequeno. Ganhará uns cinquenta mil por mês, mais que quase todos que estarão lendo essa coluna. Capaz de ainda pegar um estádio lotado contra time grande. Ouvir uns gritos de assassino, dar a mínima pra isso (quem destroça um ser humano como frango assado não vai ligar pra xingamentos) de repente fecha o gol e até volta a um clube grande.

Não é bacana?

Não importa a lambança que você faça desde que tenha um grande advogado ao seu lado, que conheça bem a lei e suas atenuantes e o advogado do Bruno é bom. Tão bom que quase o Bruno saiu do julgamento direto pro conclave e assim ser eleito novo papa.

Leis..Leis que permitem um réu confesso de 17 anos ficar solto, lei que permite um racista e homofóbico ser presidente do CDH, leis que permitem um assassino e esquartejador ficar seis anos na prisão.

Leis que estabeleceram que matar uma pessoa dá como pena uma bolsa de estudos e matar e esquartejar seis anos na cadeia. Para as leis a vida vale isso.

Que leis permissivas são essas que permitem a impunidade e ajudam os malfeitores? Que país é esse como já cantou Renato Russo e sua Legião Urbana que não consegue ser um país sério e nos permite passar uma quinta dessas com ânsia de vômito e revolta?

Um país que ainda tem jeito. Porque não é uma quinta pra ser esquecida e sim lembrada. Porque apesar de ter sido um dia de quinta literalmente, um dia de escárnio, foi o dia que mostramos ainda ter poder e senso de revolta e indignação. Coisas que estavam tão dormentes em nossa alma.  

Essa quinta foi uma avalanche pra nos mostrar a realidade nefasta em que vivemos e estamos sujeitos.

Mas a quinta acabou e veio a sexta.

E com a sexta o dia internacional da mulher e não há nada mais doce e lindo pra contrapor ao escárnio de quinta que a mulher. Mulher que nos dá a vida, a quem homens como eu amam loucamente.

Fui criado por mulheres. Minha avó querida, minhas tias, minha saudosa e amada mãe. Desde pequeno apaixonado pelas mulheres, aprendendo com elas, conhecendo um pouco de sua alma e pegando um pouco sua essência. Um corpo masculino em uma alma feminina. Que é capaz de se emocionar, chorar, amar e não ter vergonha de sentir e escrever essas coisas.

E quis o destino que tivesse uma mulher como filho. Uma linda, inteligente e carismática mulher de 3 anos que no auge da maturidade de sua idade me ensina a cada dia como ser um homem melhor.

Então queria dar meus parabéns a todas as mulheres. As que não conheço, as que conheço pouco, as que conheço bem, as que um dia passaram por minha vida, as que passarão e as que chegaram, ficaram e ficarão pra sempre.

Em especial minha avó Lieida, minha mãe Regina, minha filha Ana Beatriz e uma quarta e especial mulher que não cito o nome, mas ela sabe que é pra ela.

A quinta foi muito ruim, mas a sexta já começa bem melhor porque vocês existem.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário