quinta-feira, 9 de março de 2017

SOBE O SOM: NEY MATOGROSSO


Ney de Souza Pereira (Bela Vista, 1 de agosto de 1941), mais conhecido como Ney Matogrosso, é um cantor, diretor e ator brasileiro

Ex-integrante dos Secos & Molhados (1973-1974), foi o artista que mais se sobressaiu do grupo após iniciar sua carreira solo com o disco Água do Céu - Pássaro (1975) e com suas apresentações subsequentes. É considerado pela revista Rolling Stone como a terceira maior voz brasileira de todos os tempos e, pela mesma revista, trigésimo terceiro maior artista brasileiro de todos os tempos. Embora tenha começado relativamente tarde, das canções poéticas e de gêneros híbridos dos Secos e Molhados ele passou a interpretar outros compositores do país, como Chico Buarque, Cartola, Rita Lee, Tom Jobim, construindo um repertório que prima pela qualidade e versatilidade. Em 1983, completava dez anos de estreia no cenário artístico e já possuía dois Discos de Platina e dois Discos de Ouro..

Como iluminador de espetáculos, tem supervisionado toda a produção da área em suas próprias apresentações e também merece destaque seu trabalho de iluminação e seleção de repertório no show Ideologia (1988) de Cazuza e no show Paratodos de Chico Buarque em 1993, ao que afirma: "quero que as luzes provoquem sensações nas pessoas". Matogrosso também tem atuado recentemente no cinema: estreou em 2008 no curta-metragem Depois de Tudo, dirigido por Rafael Saar, e no filme Luz das Trevas de 2009, dirigido por Helena Ignez. Distinguido por sua rara voz de contratenor, Ney Matogrosso também é conhecido por suas performances ao vivo. Atribuem a sua maquiagem cênica e seu vestuário exótico desde os anos 70 uma certa mudança de conceitos sobre o comportamento masculino apropriado no Brasil.

Então vamos lá!!


Sobe o som Ney Matogrosso!!


Sangue latino


Rosa de Hiroshima


Balada do louco


Tanto amar


Veja bem, meu bem


Bandido corazon


Calúnias


O vira


Trenzinho do caipira


Bandoleiro


América do Sul


Cubanakan - Com Emilinha Borba


Pro dia nascer feliz


Não existe pecado ao sul do Equador


Bem, aí está um pouco da história de um dos maiores nomes da história da MPB. Semana que vem tem mais história, tem história, tem Goodtimes 98.


Enquanto isso cuidado, se correr o bicho pega se ficar o bicho come.


SOBE O SOM ANTERIOR:

MÚSICAS 2016 

Nenhum comentário:

Postar um comentário