quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

CINEBLOG: O ILUMINADO





Cineblog fala hoje de um filme que é aterrorizante.

Cineblog orgulhosamente apresenta:


O iluminado


The Shining (O Iluminado, no Brasil, e Shining, em Portugal) é um filme anglo-estadunidense de terror psicológico de 1980 produzido e dirigido por Stanley Kubrick, co-escrito com a romancista Diane Johnson e estrelado por Jack Nicholson, Shelley Duvall, Danny Lloyd e Scatman Crothers. O filme é baseado no romance de Stephen King de 1977 com o mesmo nome, embora existam mudanças significativas.

No filme, Jack Torrance, um escritor e um alcoólatra em recuperação, aceita um emprego como zelador fora de época de um hotel isolado chamado Hotel Overlook. Seu filho possui habilidades psíquicas e é capaz de ver coisas do passado e do futuro, como os fantasmas que habitam o hotel. Logo depois de se instalarem, a família fica presa no hotel por uma tempestade de neve e Jack torna-se gradualmente influenciado por uma presença sobrenatural; ele desaba na loucura e tenta assassinar sua esposa e filho.

Ao contrário dos filmes anteriores de Kubrick, que haviam desenvolvido gradualmente uma audiência construída pela interpretação do diretor, The Shining foi lançado como um filme de mercado de massa, abrindo inicialmente em apenas duas cidades, e em seguida, em todo os Estados Unidos. Embora a resposta inicial para o filme tenha sido mista, a avaliação posterior da crítica ficou mais favorável e agora está classificado entre os maiores filmes de terror, enquanto alguns consideram um dos maiores filmes de todos os tempos. O diretor de cinema, Martin Scorsese, escrevendo para o The Daily Beast, classificou-o como um dos 11 filmes mais assustadores de todos os tempos. Os críticos e estudantes de cinema e o produtor de Kubrick, Jan Harlan, comentaram sobre a grande influência do filme na cultura popular.

O lançamento europeu inicial de The Shining foi de 25 minutos mais curto do que a versão estadunidense, conseguido através da remoção da maioria das cenas que aconteceram fora dos arredores do hotel.

Enredo


Jack Torrance chega ao Hotel Overlook para uma entrevista ao cargo de zelador durante o inverno, com o objetivo de usar a solidão do hotel para trabalhar em sua escrita. O hotel foi construído no local de um cemitério nativo-estadunidense e fica completamente coberto pela neve durante os longos invernos. Como resultado, o hotel permanece fechado entre novembro e maio. O gerente Stuart Ullman avisa que o zelador anterior desenvolveu a febre da cabine e matou sua família e a si mesmo. O filho de Jack, Danny, parece ter percepção extrassensorial e teve uma premonição aterrorizante sobre o hotel. A esposa de Jack, Wendy, diz a um médico que Danny tem um amigo imaginário chamado Tony, e que Jack tinha 5 meses sem beber, porque ele tinha machucado o braço de Danny após uma bebedeira.

A família chega ao hotel ao cair do dia e são levados para um tour. O chef Dick Hallorann surpreende Danny por telepaticamente oferecendo-lhe um sorvete. Ele explica a Danny que ele e sua avó compartilharam esta habilidade telepática, que ele chama de "iluminado". Danny pergunta se há alguma coisa má no hotel, particularmente no quarto 237. Hallorann diz para Danny que o próprio hotel possui um "brilho", juntamente com muitas memórias, das quais nem todas são boas. Ele também diz para Danny ficar fora do quarto 237.

Um mês passa; enquanto o projeto de Jack sai do lugar, Danny e Wendy exploram o labirinto do hotel. Wendy fica preocupada com as linhas de telefone estarem sem sinal devido à forte nevasca e Danny tem visões mais assustadoras. Jack, cada vez mais frustrado, começa a agir estranhamente e se torna propenso a explosões violentas.

Elenco

 

  • Jack Nicholson — Jack Torrance
  • Shelley Duvall — Winifred "Wendy" Torrance
  • Danny Lloyd — Daniel "Danny" Torrance
  • Scatman Crothers — Dick Hallorann
  • Barry Nelson — Stuart Ullman
  • Philip Stone — Delbert Grady
  • Joe Turkel — Lloyd, o garçom
  • Anne Jackson — Doutor
  • Tony Burton — Larry Durkin
  • Barry Dennen — Bill Watson
  • Lisa Burns — Gêmea Grady #1
  • Louise Burns — Gêmea Grady #2
  • Vivian Kubrick — Convidada a fumar no salão de baile (não consta nos créditos)

Prêmios

 

  • Saturn Award - Melhor ator coadjuvante - Scatman Crothers

 

Na cultura popular


Os clipes das músicas "The Kill" da banda 30 Seconds to Mars e de "Spit it Out" da banda Slipknot são inspirados no filme. A banda Mudvayne possui uma música chamada "Dull Boy" que traz na introdução a frase "All work and no play makes me a dull boy" que o protagonista Jack escreve repetidas vezes. A banda gospel americana Casting Crowns faz uma referência ao filme no início da canção "American Dream", parafraseando consagrada frase do livro de Jack.

Teorias sobre "pistas" escondidas no filme, que aludiriam a temáticas diversas como Holocausto e Genocídio, foram reunidas no documentário de 2012 Room 237.
No jogo Mortal Kombat X, o personagem Johnny Cage usa um fatality em que ele abre a barriga do adversário, colocando seu rosto para dentro e falando "Aqui é o Johnny!", uma referência a cena do filme.



Cineblog volta semana que vem com “O último americano virgem”.



CINEBLOG ANTERIOR:

PORKY`S

Nenhum comentário:

Postar um comentário