sexta-feira, 8 de maio de 2015

SOBE O SOM: CAETANO VELOSO






Caetano Emanuel Viana Teles Veloso (Santo Amaro da Purificação, 7 de agosto de 1942) é um músico, produtor, arranjador e escritor brasileiro. Com uma carreira que já ultrapassa quatro décadas, Caetano construiu uma obra musical marcada pela releitura e renovação e considerada amplamente como possuidora de grande valor intelectual e poético.


Embora desde cedo já tivesse aprendido a tocar violão em Salvador, escrito entre os anos de 1960 e 1962 críticas de cinema para o Diário de Notícias e conhecido o trabalho dos cantores de rádios e dos músicos de bossa nova (notavelmente João Gilberto, seu "mestre supremo” e com quem dividiria o palco anos mais tarde), Caetano iniciou seu trabalho profissionalmente apenas em 1965, com o compacto "Cavaleiro/Samba em Paz", enquanto acompanhava a irmã mais nova Maria Bethânia por suas apresentações nacionais do espetáculo Opinião, no Rio de Janeiro.

Nessa década, conheceu Gilberto Gil, Gal Costa e Tom Zé, participou dos festivais de música popular da Rede Record e compôs trilhas de filmes. Em 1967, saiu seu primeiro LP, Domingo, com Gal Costa, e, no ano seguinte, liderou o movimento chamado Tropicalismo, que renovou o cenário musical brasileiro e os modos de se apresentar e criar música no Brasil, através do disco Tropicalia ou Panis et Circencis, ao lado de vários músicos.

Então vamos lá!!

Sobe o som Caetano Veloso!!

Sozinho

Você é linda

O leãozinho

Você não me ensinou a te esquecer

Sampa

Força estranha

Não enche

Lua de São Jorge

Odara

Podres poderes

Luz do Sol 

London, London

Debaixo dos caracóis dos seus cabelos

Rapte-me camaleoa

Haiti - Com Gilberto Gil

Beleza pura

Lua e estrela

A luz de Tieta

Meia Lua inteira

É proibido proibir

Como 2 e 2


Qualquer coisa


Nosso estranho amor

Bem. Aí está um pouco da grande história de Caetano que continua firme e forte esbanjando talento e criatividade. Semana que vem pode vir que tem sim. Tem baile do Simonal.

Enquanto isso vamos caminhando contra o vento.



SOBE O SOM ANTERIOR:

CAUBY PEIXOTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário