quarta-feira, 6 de maio de 2015

AOS MESTRES COM CARINHO




O Brasil assistiu estarrecido as cenas de barbárie ocorridas em Curitiba semana passada. A polícia espancando trabalhadores que exerciam o direito democrático do protesto. Qualquer opressão é odiosa. Qualquer trabalhador que apanha é odioso, mas causou mais consternação ainda a classe que apanhou via satélite para todo o Brasil.

Foram os professores.

O governador Beto Richa, que se tivesse alguma decência seria ex governador renunciando após esse caso, falou em confronto e a polícia alegou que os professores queriam invadir a Assembleia Legislativa. Pior, parte da mídia "comprou" essa ideia indo de encontro ao viés conservador que lhe marca. Mas a sorte que hoje temos mídias independentes temos redes sociais e casos como esse não passam mais impunes.

Invasão? A Assembleia Legislativa, assim como qualquer casa de votações de algo que nos interessa, é a casa do povo. Fomos nós que elegemos esses políticos, nós que pagamos seus salários então temos todo o direito de acompanhar os momentos que definem as nossas vidas. De ver como o parlamentar em que depositamos confiança trabalha e se ele é merecedor da manutenção dessa confiança.

E que confronto é esse que de um lado 200 ficam feridos e de outro apenas um e mesmo assim ferido a canetinha? É querer nos fazer de idiotas.

Como eu disse e digo sempre. Sou humanista, pacifista, flamenguista, um monte de coisas que terminam em "istas" positivas. Detesto violência seja da criminalidade, seja oficial, que muitas vezes é pior, acho que tudo tem que se resolver no diálogo e a violência é a arma de quem não tem razão, Do covarde.

E Puta que pariu!! É meu blog, eu que mando aqui então posso falar desse jeito. Bater em professor??  Repito. Puta que pariu!! Se eu to escrevendo aqui e você ta lendo é porque professores no ensinaram!!

Se o bosta do governador do Paraná tem estudo é porque teve professores, se o policial usa hoje uma farda, passou em um concurso foi porque ele estudou e teve professores. A educação é a base de tudo. Professor é tão importante quanto pai e mãe e bater em um professor é tão feio quanto bater em um desses.

É revoltante, causa desconforto, indignação vermos em tempos democráticos uma barbárie dessas acontecer e pior, ouvir o silêncio dos omissos. Gente que no dia anterior festejava o fuzilamento do brasileiro na Indonésia, que é adepta ao "olho por olho, dente por dente" e que muitas vezes expressa esse lado reacionário e violento por ser contra o governo federal se omitiu, se calou porque quem causou essa atrocidade foi um estado governado pela oposição!!
Pior que o esbravejar dos ignorantes é o silêncio omisso de quem tem voz.

É a tal da "indignação seletiva”. Essa coisa nojenta que existe no Brasil hoje. Adeptos do PSDB e afins gritam contra a corrupção do mensalão, lava jato e se calam quando envolve um dos seus. Petistas e aliados gritam, esbravejam quando o governo do Paraná espanca professores, mas no fundo só faz isso para ter ganho político. Se fosse governo do PT também se calariam.

Um monte de gente pede redução da maioridade penal e não vem dizer que não, quando pensam em menor infrator pensam logo no neguinho com saco de cola na mão puxando cordões no centro da cidade e não vejo ninguém pedir fim de prisão especial para quem tem formação universitária. O que é um absurdo porque é a lei que diferencia cidadãos e dá privilégios a quem teve mais oportunidades na vida. E não pedem esse fim porque na maioria são pessoas formadas e seria uma revogação de lei que poderia lhe prejudicar no futuro.

Indignação seletiva é a única coisa que une todas as ideologias e tendências de pensamento.

Toda minha solidariedade aos professores do Paraná e de todo o Brasil que ganham uma miséria. Deviam ser a classe com maior salário do mundo por tudo que fazem por nós.

Meu muito obrigado a todos os professores. Todos os mestres que tive na minha vida. Desde a professora do jardim, passando por todos da escola, faculdade, aos meus mestres no samba, enfim, meus professores na vida. Cada dia nos ensinam algo novo. Cabe a nós querer aprender.

E esse país anda precisando voltar pra escolinha.



Aos mestres com carinho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário