quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

UM ANO COM ELA




A vida é feita de encontros. Alguns inesperados, outros nem tanto. Alguns inesperados porque em qualquer esquina, festa, barzinho, em qualquer situação você pode encontrar uma pessoa que nem imaginava que existia e essa pessoa mudar completamente sua vida.

Em outras você sabe que a pessoa existe, ela de uma certa forma faz parte de seu convívio e você nem imagina que um dia ela se tornará fundamental pra você.

Se você não imagina que um dia ela se tornará fundamental pra você imagine então seis, sete anos depois...

Esse é o tempo que “conheço” a homenageada de hoje, pelo menos virtualmente.

Aí entramos em outra questão. Conhecer virtualmente alguém significa que a conhece mesmo? Hoje tenho certeza que não.

O nome Hellen Manhães não é estranho no meu dia a dia pelo menos desde 2006 ou 2007. Foi nessa época que eu a adicionei ou ela me adicionou no orkut, não me lembro direito como isso ocorreu. Mas achei a Hellen interessante como achava muitas interessantes e assim lhe adicionei.

Um pouco depois já estávamos no MSN um do outro e vendo suas fotos, lhe achando interessante comecei a jogar um charme que não tinha e nunca tive, mas o virtual nos protege da timidez então investi.

Pra ser sincero ela sempre me deu condição, mas até a página três. Chegamos a no falar algumas vezes por telefone, mas nunca nos aprofundamos. Tivemos fases que nos falávamos na internet todos os dias e outras que ela sumia. Quando reaparecia e eu pensava em falar com ela mandava aquele papo barato de homem “Sumiu, me abandonou”. Ela sempre desconversava, eu falava em sairmos e ficava por isso mesmo.

Como eu disse ela me dava condições até a página três. Na verdade acho que ela nunca quis realmente sair comigo e me dava mesmo uma “enrolada”.

No afastamos um pouco, ela começou a namorar, casou e teve filhos gêmeos. Acompanhei a tudo isso mais afastado. Nem nos falávamos, mas vi o crescimento das crianças. Um dia vi que mudou seu status para solteira e voltei a chamá-la pra conversar. Mandei os mesmos papos velhos e ela escorregava. Na boa. Já eram anos naquilo, se fosse pra rolar já tinha rolado. Claro que não aconteceria nada e nunca sairíamos do virtual. Não é?

Errado. Uma foto mudou tudo.

 Em novembro do ano passado conheci uma doida que até me dei bem com ela, mas não passava a mínima confiança. Um dia estava irritado com essa doida e botei uma foto no facebook que achei que estava bonitinho. Do nada a Hellen começou a comentar na foto e gostei. Para dar corda e provocar ciúmes na doida comecei a conversar com ela na foto e a Hellen dava discaradamente em cima de mim lá como nunca dera. Até achei que estava de gozação.

Dali o papo foi pro inbox. Conversamos sobre nos encontrar como nunca conversamos antes e alguns dias depois finalmente o encontro ocorreu.
Faz um ano hoje.

Relembrando essa história curiosa e inédita em minha vida e esse um ano com ela a impressão que me dá é que foram duas histórias completamente diferentes, com duas pessoas completamente diferentes. A Hellen que conheci em 4 de dezembro de 2013 não é a mesma que eu conhecia virtualmente.

Nosso primeiro encontro foi complicado. Ela marcou comigo em um local que eu nunca tinha ido e nem saberia chegar hoje. Esse ano também não foi fácil por termos personalidades fortes, sermos geniosos. Mas quem disse que o mais fácil é o melhor?

Posso dizer seguramente hoje que Hellen Manhães faz a diferença em minha vida e eu sou um antes e outro depois que lhe conheci. Mesmo com todas essas dificuldades que citei acima posso dizer que a Hellen é uma das melhores pessoas que conheci.

É a maior companheira que já tive. A mais amorosa, a que mais me dá força, a que me tratou com mais carinho e mais amor. Não estou dizendo que foi a que mais me amou até hoje porque amor não se mede. Mas de todas as minhas namoradas e noivas ninguém conseguiu passar tanto esse amor a mim que ela.

Apenas duas pessoas nunca contestaram meu estilo de vida, meus sonhos e incentivaram integralmente que eu lhes buscasse. Minha mãe e a Hellen. Eu já tive namorada que homenageei, enalteci que chegou a terminar comigo por achar que nossas ambições não se completavam. A Hellen não só não me recrimina como me joga pro alto, me incentiva.

Ninguém me jogou tanto pro alto, trabalhou tanto por minha auto estima até hoje quanto ela.

Teria emagrecido sem a Hellen? Sim, teria, até mais rápido. Mas não com a qualidade que consegui. Sem ela teria emagrecido. Com ela emagreci e aprendi a me amar.

Isso. A Hellen me apaixonou por ela e me apaixonou por mim.

Essa mulher geniosa e amorosa mostrou que eu podia gostar de mim. Mostrou que eu podia me cuidar, ter roupas bonitas, tênis e sapatos bacanas, perfumes de grife, passar recarga no rosto, gel, loção pós barba. Me ensinou a me cuidar. Me ensinou a ter amor próprio.

Todo mundo diz que uma mulher pode lhe derrubar ou salvar. Algumas a quem dediquei muito amor me derrubaram. Ela me salvou.

Várias vezes falei do momento ruim que passei ano passado. Da depressão que quase tive. Posso dizer que a conjunção caminhadas, dieta e Hellen me salvaram disso. Vivo o melhor momento comigo mesmo em 38 anos e tem o dedo dela nisso.

Cuida de mim fisicamente, espiritualmente. Procura pessoas em internet pra dizer o quanto tenho valor. Carrega, com dores, saco com camisas de minha peça pela União da Ilha pra vender. Virou pessoa querida por meus amigos. Chorona, algumas vezes parece uma criança, mas é uma mulher. Mulher guerreira, excelente mãe, carismática que transmite e transpira amor. 

Você é tão forte nisso. Você exala tanta força, tanto amor que faz até que eu, que sempre “vivi” e escrevi disso fique desconcertado e não consiga me expressar. Acho que nunca expressei o quanto você é importante pra mim.

Amo muito você. A mulher que é, a companheira que é, a mãe que é, a namorada que é. O carinho, respeito e devoção que me trata e atura minhas chatices. Às vezes é teimosa e briga por bobeira, mas também e adulta e pede desculpas mesmo estando certa por me amar e acabar uma briga.
Eu amo você Hellen Manhães. Pessoa fundamental, essencial pra mim. Amiga, mulher, amante, companheira, tudo.

O virtual e o real se misturaram, se fundiram e criaram uma história linda. Com brigas sim, mas amor, alegria, samba, churrascos, cinemas, batatas, filmes na tv, pães de queijo, carinho imenso.

Você me faz bem. Me faz sentir mais confiante, mais talentoso, com autoestima, mais querido, mais amado, mais feliz.
 
Obrigado por ter virado real.

Obrigado por existir.        

     

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Que história linda!!!!!! Olha, quando eu te conhecer, Aloísio, te conto porque ela sumia... rsrrsrsrsr conheço essa menina há quase duas décadas! rsrsrsrrsrsrs Parabéns por terem feito tão bem um ao outro. Desejo muitas, mais muitas felicidades e a vida toda para curtirem um ao outro. PS. Ela te faz comer couve de bruxelas???? rsrsrrsrs argh!!!!! rsrsrrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Couve de Bruxelas? Escapei dessa hahaha obrigado pelo carinho Ana

    ResponderExcluir
  5. Tudo que eu escrever é pouco pra mostrar o quanto vc é importante pra mim amor, obrigado por tudo

    ResponderExcluir