quarta-feira, 5 de novembro de 2014

CINEBLOG: TITANIC




Hoje o Cineblog fala de um dos grandes filmes dos anos 90 que arrastou multidões aos cinemas e fez muitas mocinhas chorarem.

Cineblog orgulhosamente apresenta:


TITANIC  


Titanic é um filme norte-americano de 1997 escrito, dirigido, co-produzido e co-editado por James Cameron. É uma história ficcionalizada do naufrágio do RMS Titanic, estrelando Leonardo DiCaprio como Jack Dawson,e Kate Winslet como Rose DeWitt Bukater, membros de diferentes classes sociais que se apaixonam durante a fatídica viagem inaugural no navio.

 Apesar de os personagens principais serem fictícios, alguns personagens são figuras históricas. Gloria Stuart interpreta Rose idosa, que narra o filme; e Billy Zane interpreta Cal Hockley, o noivo rico da jovem Rose. Cameron viu a história de amor como um jeito de cativar o público para o desastre real.

A produção começou em 1996, quando Cameron filmou os verdadeiros destroços do Titanic. As cenas modernas foram filmadas no Akademik Mstslav Keldysh, navio de pesquisas russo que Cameron usou como base para filmar os destroços. 

O filme tinha lançamento previsto originalmente para 2 de julho de 1997, porém, atrasos na pós-produção adiaram seu lançamento para 19 de dezembro. Titanic foi um enorme sucesso de críticas e bilheteria. Foi indicado a 14 Oscars, vencendo 11 prêmios, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor. Com uma bilheteria total de US$ 2,1 bilhões, Titanic foi o primeiro filme a arrecadar mais de US$ 1 bilhão mundialmente, permanecendo o filme de maior arrecadação da história por doze anos.


Sinopse

 
Em 1996, o caçador de tesouros Brock Lovett e sua equipe exploram os destroços do RMS Titanic, à procura de um colar de diamante chamado de Coração do Oceano. Eles recuperam o cofre de Caledon "Cal" Hockley, acreditando que o colar está dentro, porém acabam encontrando apenas um desenho de uma mulher nua usando o colar, datado do dia 14 de abril de 1912, o dia em que o Titanic colidiu com um iceberg

Uma mulher idosa chamada Rose Dawson Calvert, ouvindo sobre o desenho numa reportagem televisiva a respeito da expedição, liga para Lovett e afirma ser a mulher do desenho, viajando junto com sua neta Lizzy até o navio de pesquisa. Ao ser perguntado sobre o diamante, Rose lembra de seu tempo abordo do Titanic, revelando ser Rose DeWitt Bukater, uma passageira de primeira classe que acreditava-se estar morta. 

Em 1912, Rose, com então 17 anos, embarca no navio em Southampton como uma passageira da primeira classe junto com seu noivo, Cal, filho de uma magnata do aço de Pittsburgh, e sua mãe, Ruth DeWitt Bukater. Ruth salienta a importância do casamento de Rose, já que ele vai resolver os secretos problemas financeiros dos DeWitt Bukater. Perturbada pelo casamento, Rose considera se suicidar ao tentar pular do navio. Um passageiro da terceira classe, chamado Jack Dawson, a faz mudar de ideia. 

Por insistência de Rose, Cal convida Jack para jantar na noite seguinte. Jack e Rose desenvolvem uma amizade, apesar de Cal e Ruth desconfiarem do jovem artista. Depois do jantar na primeira classe, Rose se junta a Jack para uma festa na terceira classe.

Personagens

 

 

Leonardo DiCaprio como Jack Dawson

 

Kate Winslet como Rose DeWitt Bukater

Billy Zane como Caledon Nathan "Cal" Hockley

Frances Fisher como Ruth DeWitt Bukater

Gloria Stuart como Rose Dawson Calvert

Bill Paxton como Brock Lovett

Suzy Amis como Lizzy Calvert

David Warner como Spicer Lovejoy 

Jason Barry como Thomas "Tommy" Ryan

Kathy Bates como Margaret "Molly" Brown

Victor Garber como Thomas Andrews
.
Bernard Hill como Capitão Edward Smith
 
Jonathan Hyde como J. Bruce Ismay

Bilheteria

 


O filme conseguiu um frequência estável depois de estrear na América do Norte na sexta-feira, 19 de dezembro de 1997. Ao final do mesmo fim de semana, os ingressos começaram a ficar esgotados. O filme arrecadou US$ 8.658.814 no seu dia de estreia e US$ 28.638.131 no primeiro fim de semana, vindo de 2.674 cinemas, com uma média de US$ 10.710 por cinema, ficando em primeiro lugar nas bilheterias, na frente do décimo oitavo filme da franquia James Bond, Tomorrow Never Dies

No último dia do ano, Titanic já tinha arrecadado mais de US$ 120 milhões, com sua popularidade crescendo e com as sessões se esgotando mais frequentemente. Seu melhor dia ocorreu em 14 de fevereiro de 1998, sábado, arrecadando US$ 13.048.711, mais de seis semanas após sua estreia. 

O filme permaneceu como número um durante quinze semanas consecutivas nos EUA e Canadá, um recorde mantido até hoje. Em março de 1998, ele se tornou o primeiro filme a arrecadar mais de US$ 1 bilhão mundialmente. O filme continuou a ser exibido na América do Norte por dez meses, finalmente saindo de cartaz em 1 de outubro, quinta-feira, com um arrecadamento doméstico de US$ 600.788.188. O Box Office Mojo calcula que ajustando-se os valores de acordo com a inflação, Titanic seria a sexta maior bilheteria de todos os tempos nos EUA e Canadá. 

O filme arrecadou o dobro internacionalmente, gerando um valor de US$ 1.242.413.080, acumulando o total absoluto de US$ 1.843.201.268. Titanic se tornou o filme de maior arrecadação mundial na história, permanecendo nessa posição durante doze anos, até Avatar, também escrito e dirigido por Cameron, ultrapassá-lo em 2010.
 

Prêmios

 


Titanic começou a dominar a temporada de premiações com o Golden Globe, vencendo quatro, Melhor Filme – Drama (James Cameron), Melhor Diretor (Cameron), Melhor Trilha Sonora Original (James Horner) e Melhor Canção (Horner e Will Jennings por "My Heart Will Go On"). Kate Winslet e Gloria Stuart também foram indicadas, porém não venceram.

O filme venceu o ACE "Eddie" Award (Conrad Buff IV, Cameron e Richard A. Harris), o ASC Award (Russell Carpenter), Art Directors Guild Award (Martin Laing, Charles Dwight Lee, Neil Lamont, Robert W. Laing, Bill Rea, Steven Lawrence e Héctor Romero), Cinema Audio Society Award (Gary Rydstrom, Tom Johnson, Gary Summers e Mark Ulano), Screen Actors Guild Award de Melhor Atriz Coadjuvante (Stuart), o Directors Guild of America Award (Cameron), o Broadcast Film Critics Association de Melhor Diretor (Cameron) e o Producers Guild of America Award (Cameron e Jon Landau). Ele também foi indicado a dez BAFTA Awards, porém não venceu nenhum.

O filme recebeu quatorze indicações ao Oscar, igualando o recorde estabelecido por All About Eve, vencendo onze: Melhor Filme (Cameron e Landau), Melhor Diretor (Cameron), Melhor Trilha Sonora Dramática Original (Horner), Melhor Edição (Buff IV, Cameron e Harris), Melhor Fotografia (Carpenter), Melhor Direção de Arte (Peter Lamont e Michael Ford), Melhor Figurino (Deborah L. Scott), Melhores Efeitos Visuais (Rob Legato, Mark A. Lasoff, Thomas L. Fisher e Michael Kanfer), Melhor Edição de Som (Tom Belfort e Christopher Boyes), Melhor Som (Rydstrom, Johnson, Summers e Ulano) e Melhor Canção Original (Horner e Jennings por "My Heart Will Go On"). Winslet, Stuart e a equipe de maquiadores (Tina Earnshaw, Greg Cannom e Simon Thompson) também foram indicados, mas não venceram. O roteiro original de Cameron e a atuação Leonardo DiCaprio não foram indicados. 

Titanic venceu quatro Grammy Awards por "My Heart Will Go On" nas categorias de Gravação do Ano (Humberto Gatica, Simon Franglen, David Gleeson, Céline Dion, Horner e Walter Afanasieff), Canção do Ano (Horner e Jennings), Performance Vocal Feminina do Ano (Dion) e Canção Escrita para uma Mídia Visual (Horner e Jennings). A trilha sonora do filme se tornou o álbum primariamente orquestral mais vendido da história, e também um sucesso mundial, passando dezesseis semanas como o mais vendido nos Estados Unidos, recebendo um certificado de diamante com mais de onze milhões de cópias vendidas apenas nos EUA. 

A trilha sonora também se tornou o álbum mais vendido de 1998 nos EUA. O filme também venceu Melhor Interpretação Masculina para DiCaprio no MTV Movie Awards, Melhor Filme no People's Choice Awards e Filme Favorito no Kids Choice Awards. Titanic venceu vários prêmios fora dos EUA também, incluindo o prêmio da academia japonesa de Melhor Filme Estrangeiro do Ano. O filme eventualmente ganhou quase noventa prêmios diferentes e quarenta e sete outras indicações.


Semana que vem o Cineblog fala de um filme muito querido por mim “Os saltibancos trapalhões" 



ARQUIVO:

SUPERMAN

Nenhum comentário:

Postar um comentário