quarta-feira, 2 de agosto de 2017

TROCANDO EM ARTES: ELES NÃO USAM BLACK-TIE


Eles não usam black-tie é uma peça de cunho sócio-político escrita por Gianfrancesco Guarnieri para o Teatro de Arena em 1958. A direção da peça foi realizada por José Renato com músicas de Adoniran Barbosa, encenada no Teatro de Arena, um pequeno teatro de noventa lugares em frente a praça da Consolação em São Paulo, adaptado de uma garagem, hoje Teatro Eugênio Kusnet. A estreia da peça foi a 22 de fevereiro de 1958. Foi a escolhida no Seminário de Dramaturgia do Teatro de Arena e tirou-o da falência iminente, dado o sucesso de bilheteria. Ficou mais de um ano em cartaz em São Paulo, fato inédito no teatro brasileiro.

Os atores da montagem inicial foram Lélia Abramo, Eugênio Kusnet, Gianfrancesco Guarnieri, Riva Nimitz, Miriam Mehler, Celeste Lima, Francisco de Assis, Milton Gonçalves, Henrique César, Flávio Migliaccio e Xandó Batista. A peça tem como tema central a greve e a vida operária, com preocupações e reflexões universais do ser humano. Mais tarde foi feita uma versão homônima da peça para o cinema, dirigida por Leon Hirszman e protagonizada pelo mesmo Guarnieri.

"Black Tie" trouxe os camponeses e gente simples que a cena teatral e que já haviam sido anteriormente objeto de representação no teatro brasileiro, como em textos de Arthur Azevedo e Nelson Rodrigues.

Em 1981, a peça foi transformada em um filme brasileiro, dirigido por Leon Hirszman, com fotografia de Lauro Escorel.


Sinopse



Um movimento grevista se inicia numa empresa. Um operário está preocupado com sua namorada, que engravidou, e eles decidem se casar. Para não perder o emprego, ele resolve furar a greve, que é liderada por seu pai, iniciando um conflito familiar que se estende às assembleias e piquetes.


Ficha técnica



Estreia

Data: 22/ 2/ 1958
Local: Teatro de Arena - São Paulo/SP

Autoria
Gianfrancesco Guarnieri

Direção
José Renato

Montagem
Eduardo Escorel

Produção
Teatro de Arena

Trilha sonora
Orquestra regida pelo maestro Damiano Cozzella
Adoniran Barbosa
Guerra Peixe


Elenco




Celeste Lima (Terezinha)
Chico de Assis (Jesuíno)
Eugênio Kusnet (Otávio)
Flávio Migliaccio (Chiquinho)
Gianfrancesco Guarnieri (Tião)
Henrique Cesar (João)
Lélia Abramo (Romana)
Milton Gonçalves (Bráulio)
Miriam Mehler (Maria)
Nelson Xavier (substituição)
Oduvaldo Vianna Filho (Tião - substituição)
Riva Nimitz (Dalva)


"Trocando em artes" versão teatro volta com a mega comédia "Trair e coçar é só começar".


*Por falar em teatro nesta sexta 4 de agosto tem estreia de peça minha na Arena Renato Russo, Ilha do Governador. Tem "Confissões de uma Velha Senhora". Venha rir e se emocionar com a vida de Zonaide Spencer desde sua infância até a fase idosa morando no Retiro dos Artistas, Sexta 4 de agosto 20:30 hs. Tem risadas, lágrimas, alegrias, tristezas. drama, felicidade, emoção. Tem vida.


TROCANDO EM ARTES ANTERIOR:

DANCIN´ DAYS

Nenhum comentário:

Postar um comentário