quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

CINEBLOG: ET - O EXTRATERRESTRE


Na semana de Natal Cineblog não poderia vir com um filme qualquer, tinha que vir com um dos grandes de todos os tempos e E.T. é isso. O filme de toda uma geração, que me marcou tanto que até lembro a data em que assisti, 9 de março de 1983. E.T. nos encanta até hoje e fez de Steven Spielberg um dos maiores cineastas que já existiram.

A conjunção perfeita de uma grande história, um roteiro sensível, um personagem carismático, um cineasta genial e uma música fantástica fazem de E.T. uma obra prima que ainda conta com a cereja de uma das maiores cenas da história do cinema, cena que me emociona até hoje quando revejo que é a da bicicleta voando.

Deliciem-se com esse presente de Natal. Nem vão querer "voltar pra casa".

Cineblog, mais orgulhosamente do que nunca, apresenta:


E.T. O extraterrestre



E.T. the Extra-Terrestrial (no Brasil e Portugal, E.T. - O Extraterrestre) é um filme estadunidense de 1982, dos gêneros ficção científica e drama, dirigido por Steven Spielberg.

É considerado um dos maiores sucessos de bilheteria de toda a história do cinema, sendo o segundo filme a ultrapassar a marca 700 milhões de dólares depois de star wars. Foi a maior bilheteria da história do cinema (sem correção da inflação) por onze anos até ser derrubado por Jurassic Park (outro filme de Spielberg) em 1993. Atualmente ocupa a 34º entre os mais bem sucedidos.

Em 2002, o filme foi relançado nos cinemas como parte das comemorações de seus vinte anos de lançamento, em uma nova versão que continha cinco minutos de novas cenas (que tinham ficado de fora na versão original), além de novos efeitos especiais e uma remasterização digital realizada em todo o filme. As armas dos agentes do FBI também foram substituídas por walkie-talkies, através da intervenção de computadores no filme original. Na ocasião do relançamento, entendia-se que a presença de armas num filme infantil seria inadequada, justificando-se a intervenção.


Sinopse



Um alienígena perdido na Terra faz amizade com um garoto chamado Elliott de dez anos, que o protege de todas as formas para evitar que ele seja capturado e transformado em cobaia pelo serviço secreto americano. O menino ajuda o ET a regressar ao seu planeta.


Elenco



Henry Thomas .... Elliott
Drew Barrymore .... Gertie
Dee Wallace .... Mary
Peter Coyote .... Keys
Robert MacNaughton .... Michael
C. Thomas Howell .... Tyler
Pat Welsh .... voz do E.T.
Erika Eleniak .... jovem menina bonita
K.C. Martel .... Greg
Sean Frye .... Steve


Principais prêmios e indicações


Oscar 1983 (Estados Unidos)

Vencedor nas categorias de melhor trilha sonora, melhores efeitos especiais, melhores efeitos sonoros e melhor som.

Indicado nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro original, melhor fotografia e melhor edição.

Globo de Ouro 1983 (Estados Unidos)

Vencedor nas categorias de melhor filme - drama e melhor trilha sonora.

Indicado nas categorias de melhor diretor, melhor roteiro e melhor revelação masculina (Henry Thomas).

Grammy 1983 (Estados Unidos)

Vencedor na categoria de melhor trilha sonora composta para um filme.

Prêmio Saturno 1983 (Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, EUA)

Vencedor nas categorias de melhor música, melhor filme de ficção científica, melhor roteiro e melhores efeitos especiais.

Indicado nas categorias de melhor ator (Henry Thomas), melhor diretor e melhor atriz coadjuvante (Dee Wallace-Stone).

Prêmio Eddie 1983 (American Cinema Editors, EUA)

Indicado na categoria melhor edição.

Academia Japonesa de Cinema 1983 (Japão)

Vencedor nas categorias de melhor filme em língua estrangeira e atuação mais popular (ET).

BAFTA 1983 (Reino Unido)

Vencedor na categoria melhor trilha sonora.

Indicado nas categorias de melhor fotografia, melhor direção, melhor filme, melhor edição, melhor maquiagem, melhor direção de arte, melhor roteiro, melhor som, melhores efeitos especiais, melhor estreante (Henry Thomas), melhor estreante (Drew Barrymore).

Prêmio César 1983 (França)

Indicado na categoria melhor filme estrangeiro.

Prêmio David di Donatello 1983 (Itália)

Vencedor na categoria melhor diretor - filme estrangeiro.

People's Choice Awards 1983 (Estados Unidos)

Escolhido como o filme mais popular.

American Film Institute's 100 Most Inspiring Movies of All Times (2006)

Classificado em sexto lugar entre os cem melhores filmes de todos os tempos.


Curiosidades



No Brasil, "E.T." estreou atrasado no dia 25 de Dezembro de 1982.

A face do "E.T." foi elaborada tendo como molde as faces do poeta Carl Sandburg e do cientista Albert Einstein.

O comunicador utilizado pelo "E.T." no filme realmente funcionava e foi construído por Henry Feinberg, um especialista em ciência e tecnologia.

Durante os testes para a escolha do protagonista de E.T., o Extra-terrestre, Henry Thomas imaginou que seu cachorro tinha morrido e utilizou esta ideia em sua audição para o papel, para transmitir o sentimento de tristeza. Steven Spielberg gostou tanto que terminou chorando durante a audição, e o escolheu para protagonizar o filme.

O ator Harrison Ford fez uma pequena ponta, como o diretor da escola de "Elliot"; no entanto, na edição final do filme, Spielberg decidiu cortar todas as cenas em que ele aparecia, por achar que o personagem era dispensável e servia apenas para distrair o público da história principal.

Quando foi lançada nos Estados Unidos da América, a versão em VHS de E.T., o Extra-terrestre, a fita veio numa capa verde, exatamente para diferenciar as cópias originais das piratas.

Na cena do Halloween, pode-se ver uma criança vestida como Yoda, personagem da série Star Wars e que tinha aparecido pela primeira vez em O Império Contra-Ataca (1980).

Anos após o relançamento do filme, Steven Spielberg estava pensando fazer a sequência do E.T. o extraterrestre passados 20 anos após o acontecimento, e estava pensando escalar novamente o mesmo elenco do filme original.

No começo do filme, o irmão de Elliot e seus amigos jogam o RPG Dungeons and Dragons, que havia se tornado fenômeno mundial na época.

Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma conta com uma participação especialíssima: o E.T., do filme E.T. - O Extraterrestre. Na verdade, três seres da mesma raça aparecem na cena da convenção realizada na Federação Comercial.

Em 1982 foi lançado um jogo para Atari 2600 sobre o filme feito em apenas 5 semanas. O game foi um total fracasso com quase 5 milhões de cópias encalhadas e é lembrado até hoje como o pior jogo eletrônico de todos os tempos.


Na cultura popular



Em uma das edições de Turma da Mônica tem a história "Uma Estrela do Outro Mundo" onde mostra um estúdio de cinema com vários pôsters de filmes entre eles: E.T. Valdo, uma paródia do E.T.

Em Combo Rangers existe um personagem chamado "Pum" que é idêntico ao E.T., inclusive em um episódio onde General Monte e Pum fazem a cena da bicicleta sobre a lua.

Em um dos episódios de Eu, a Patroa e as Crianças Kady ganha um boneco do E.T. de sua irmã Claire. Inclusive no final do episódio Kady e o boneco do E.T. fazem a mesma cena da bicicleta.

A personagem Amy do jogo Grand Chase, na sua última classe, tem um ataque especial inspirado na famosa cena da bicicleta

No episódio Um Filme Em Falso da Mansão Foster Para Amigos Imaginários Foster's Home for Imaginary Friends, durante a cena do filme, Mac aparecer voando numa bicicleta com Bloo.

Em um episódio de as The Grim Adventures of Billy and Mandy, Puro osso, Billy e Iwin voam em uma bicicleta e citam o filme do E.T.


Semana que vem Cineblog volta para fechar o ano com chave de ouro. A lenda Chales Chaplin e das maiores obras primas da história do cinema. O garoto.


Um filme inesquecível, uma canção inesquecível


CINEBLOG ANTERIOR:

ERA UMA VEZ NO OESTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário