quinta-feira, 13 de abril de 2017

SOBE O SOM: FAFÁ DE BELÉM & ELBA RAMALHO


Fafá de Belém, nascida Maria de Fátima Palha de Figueiredo OMC (Belém, 9 de agosto de 1956), é uma cantora e atriz brasileira, que começou sua carreira musical fazendo pequenas apresentações em eventos. Fafá ganhou reconhecimento nacional quando, em 1975, quando música cantada por ela, foi introduzida na trilha sonora da telenovela Gabriela.

Filha do advogado e bancário Joaquim de Figueiredo (Seu Fefê) - falecido em 1997 - e de Eneida Palha, filha de uma família de políticos da região , Fafá pertencia a uma família de classe média-alta da capital paraense e desde a infância destacava-se nas reuniões familiares com a voz afinada. Na adolescência já gostava de música e, em parceria com amigos, fez alguns espetáculos em bares e casas noturnas, fugindo de casa para realizar tal fato.

Em 1973 conheceu o baiano Roberto Santana, produtor do grupo Quinteto Violado e musical da Polygram, que a aconselhou a investir na carreira fonográfica. Incentivada por este, apresentou-se em alguns lugares como Rio de Janeiro, Salvador e em Belém. Nesse mesmo ano, estreou como cantora profissional no musical Tem muita goma no meu tacacá, que satirizou o cenário político da época..Como as cantoras de sua geração, foi fortemente influenciada por cantores consagrados da MPB como Maysa, Roberto Carlos, Cauby Peixoto e os grupos Jovem Guarda e Beatles, ouvindo-os com entusiasmo, além de outros gêneros, como jazz, música clássica, e os grandes ídolos do rádio.

Elba Maria Nunes Ramalho (Conceição, 17 de agosto de 1951) é uma cantora e atriz brasileira. Sua primeira experiência musical veio em 1968, tocando bateria no conjunto feminino "As Brasas". Posteriormente, o grupo se transformou de musical para teatral. Contudo, Elba continuou a cantar e a participar de festivais pelo Nordeste brasileiro. Em 1979, lançou seu primeiro álbum, "Ave de Prata". e desde então consolidou-se como uma das principais cantoras brasileiras em atividade.

É bicampeã do Grammy Latino, pelos álbuns: Qual o Assunto Que Mais Lhe Interessa?, lançado em 2008 e Balaio de Amor, 2009, na categoria Melhor Álbum de Raízes Brasileiras: Regional e Tropical. Em mais de 35 anos de carreira, Elba Ramalho vendeu mais de 10 milhões de discos. Recebeu da Associação de Críticos de Arte de São Paulo prêmio de "Melhor Show do Ano", em duas ocasiões: em 1989 pelo show Popular Brasileira e em 1996 pelo show Leão do Norte.

Em 1966, participou, pela primeira vez, de uma apresentação no palco, no Coral da Fundação Artística e Cultural Manuel Bandeira, do qual fazia parte, com "Evocação do Recife". Os Corais Falados Manuel Bandeira e Cecília Meireles ganharam fama e passaram a ser vistos por todo o Nordeste, com destaque para as apresentações da futura cantora. Protagonizou as montagens poéticas de Castro Alves, Thiago de Mello, Lindolfo Bell, Carlos Pena Filho e Figueiredo Agra. Participou das montagens das peças "Ministro do Supremo" e "Diálogo das Carmelitas"

Então vamos lá!!


Sobe o som Fafá de Belém & Elba Ramalho!!


Abandonada (Fafá de Belém)


Coração do Agreste (Fafá de Belém)


Amor cigano (Fafá de Belém)


Meu homem (Fafá de Belém)


Foi assim (Fafá de Belém)


Vermelho (Fafá de Belém)


Filho da Bahia (Fafá de Belém)


O homem que amei (Fafá de Belém)


Amor da minha vida (Fafá de Belém)


Ave Maria (Fafá de Belém)



De volta pro aconchego (Elba Ramalho) - Com Dominguinhos


O xote das meninas (Elba Ramalho)


Bate coração (Elba Ramalho)


Imaculada (Elba Ramalho)


Felicidade urgente (Elba Ramalho)


Ciranda da rosa vermelha (Elba Ramalho)


Chão de giz (Elba Ramalho) - Com Zé Ramalho


Sanfoninha choradeira (Elba Ramalho) - Com Luiz Gonzaga


Nordeste Independente (Elba Ramalho)


Frisson (Elba Ramalho)


Está aí um pouco da obra dessas duas grandes estrelas da MPB. Semana que vem tem romantismo. Tem The Stylistics.


Enquanto isso uma nuvem de lágrimas cobre meus olhos.


Quando lembro daquele banho de cheiro...


SOBE O SOM ANTERIOR:

BOB DYLAN

Nenhum comentário:

Postar um comentário