terça-feira, 22 de novembro de 2016

FERNANDA


A vida é feita de encontros.

Pessoas vem e vão por nossas vidas em uma velocidade enorme. Gente que era essencial para nós, não conseguíamos passar um dia sem encontrar, bater papo, celebrar a amizade podem sim se tornar apenas mais uma e até desconhecidas com o tempo. Você tem hoje em sua roda de amigos quantas pessoas que tinha na infância? Vou além, dez anos atrás. O mundo hoje é rápido, na velocidade de uma rede social, pessoas vem e vão com mais facilidade ainda.

Fora isso temos a mania de dar mais importância a relações do que ela realmente tem. Adoramos nos fazer de populares, que temos um milhão de amigos. Bobagem isso porque Jesus só tinha doze e um deles ainda era traíra. Temos quase sempre a confusão de confundir amigos com colegas. Quem bebe com você, vai pra farra, de vez em quando troca um zap, encontra nos lugares e acabam ficando juntos pra se divertir não são amigos, são colegas.

Amigo é quem você pensa logo quando tem algo bom ou ruim pra dividir, é aquela pessoa que você sempre tem assunto e mesmo quado não tem não rola aquele silêncio desconfortável. Amigo frequenta a sua casa, você a dela e abrem a geladeira um do outro sem nem pedir permissão. Não aparta briga, entra de voadora. Amigo pelo olhar sabe como você está.

Eu sempre achei que tivesse muitos amigos, mas não tenho. Ninguém tem na verdade porque é muito difícil achar alguém que preencha tudo isso dito acima. Tenho muitos colegas e que me chamam de parceiro e irmão, ainda mais depois que entrei para sites de carnaval e "ganhei o poder" de divulgá-los nesses sites, consertar seus sambas ou analisá-los. Mas sim tenho amigos. Por incrível que pareça mais amigas até que amigos. Fiz boas amizades esse ano com mulheres como a Simone. Geniosa, que briga a beça comigo, mas pessoa maravilhosa. Como a Vanessa que também conheci esse ano e sabe dar bons conselhos, pessoa zen que passa tranquilidade.  

E tenho ela. Amiga, cúmplice, companheira, amor, é tudo desde 2013 pelo menos. Falo de uma moça linda por dentro e por fora chamada Fernanda.

A Fe, branquinha, ou como quer que chame entrou na minha vida nesse ano de 2013, meio sem querer graças ao twitter. Da empatia nos tweets mútuos vieram as DMs, facebook, whatsaap e quando fomos ver já éramos muito íntimos, sabíamos tudo da vida do outro. Éramos quem procurávamos nos momentos felizes ou para dividir o ombro, mesmo virtual, para chorar nas tristezas.

Sei muito da vida dela e acredito que ninguém saiba mais da minha vida que ela. Ela preenche tudo que eu falei de amizade e tudo que disse sobre pessoas que ultrapassam o tempo. A Fernanda é mais que isso, muito mais. Até hoje,em quarenta anos, é a pessoa que chegou mais próximo ao ideal que escrevi várias vezes do "ficar velhinho ao lado dividindo copo de dentadura e morrendo nos braços" . Só não vai ocorrer isso porque sou mais velho que ela.

É muito legal você gostar amorosamente da pessoa que é sua melhor amiga e saber que isso é recíproco. Acho que tem nada melhor e nunca tinha passado por isso.

Em três anos só nos vimos duas vezes por ela morar longe de mim, em Belém. Injusta geografia que distancia pessoas tão próximas. Sempre foi nosso maior problema e desde o começo nosso quebra cabeça de como resolver.

E nas duas vezes quem resolveu foi ela. A Fe não é só a minha melhor amiga ou mulher que quero pra mim. É a pessoa que mais admiro na vida. Menina ainda, quase saída da adolescência já passou e passa por muitos obstáculos, é guerreira, passa por cima de seus limites e está a semanas de se formar na faculdade com essa garra monstruosa e maior que a minha. Viajou duas vezes para o Rio arrecadando dinheiro fazendo pedágios. Acho que ela não tem noção da admiração que tenho por ela. Admiração que sinto todas as vezes que ela me mostra um trabalho seu da faculdade e entendo quase nada. Admiração que sei que é recíproca porque desde 2013 ela é a primeira pessoa a ver tudo o que eu escrevo. Ela foi a primeira não só a ver prontas, mas a ver passo a passo da criação de peças como "Eu matei Nelson Rodrigues" e "Dona Carola" cada uma já mais de dez vezes apresentada. Passo a passo viu a criação do meu livro "Amor" chorando, se emocionando e se envolvendo com a história. Se envolveu tanto que escrevi uma continuação para o livro e lhe coloquei. Chegou a um ponto que enquanto estou escrevendo já imagino o que ela irá pensar.

Admiração, gratidão, carinho, muitos são os adjetivos que posso dizer dela, mas acho gratidão o maior. Tenho que ser muito grato a uma pessoa que sempre mostra tanto amor por mim, tanto carinho e amizade. Uma pessoa que sim, brigo e ela comigo toda hora, mas sempre se aproxima e permite minha aproximação depois como se nada tivesse ocorrido. Uma pessoa que ficou do meu lado nos piores momentos que foram os dois anos entre o fim de 2013 e o fim de 2015 quando qualquer mulher teria se afastado de mim, quando não pude mostrar o quanto ela era importante para mim, que tive que ser injusto com ela não dando a ela o papel que sempre mereceu e outras pessoas exerciam.

Mas a justiça foi feita quinta-feira passada quando para quase 200 pessoas eu disse o quanto ela era importante pra mim. Ela é sim, demais e como fico feliz em finalmente te fazer justiça e poder mostrar isso ao mundo.

Não por acaso foi pra ela que fiz uma das músicas mais bonitas da minha vida, um (confesso) excelente letrista, mas sofrível melodista conseguiu pra ela fazer melodia de gente grande. Nada é por acaso nessa vida. Voltando ao começo sim, a vida é feita de encontros.

E que bom ela me fez encontrar você.


Faça amor comigo
Relaxa quero te olhar
Acabando a distância entre nós
Me sinto tão bem quando você está

O toque macio de suas mãos
Teu corpo pesando em cima do meu
Era tudo que eu queria agora
Mas o destino ainda não entendeu

Te vejo na tela do meu coração
E sinto saudades do que não vivi
Queria ao menos estar ao teu lado
E ao vivo te fazer sorrir

Menina, confesso eu to mesmo afim
Por você atravesso um país
Te acordar pro café da manhã
E adormecer te fazendo feliz

No jardim que você nasceu
Eu quero ser o teu beija-flor
Provar do teu polem que é meu
Te namorar vendo o Sol se por

Menina que mexeu comigo
Com graça e inocência me deixe te amar
A distância não faz sentido
Quero você e vou te buscar


Beijo de lesma


6 comentários:

  1. Nunca fui tão bem tratada, mimada, me senti uma princesa. Apesar das brigas, desentendimentos, sempre nos ganha esse sentimento maior que temos um pelo outro. Beijos de lesma meu beija-flor :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que pensa assim minha querida Unknown RS te amo

      Excluir
  2. Como sempre bom com as palavras, parabéns, você merece toda felicidade. Adorei a música.

    ResponderExcluir
  3. Grande Aloisio, que texto. É tão raro e bonito ver um amor como esse. Não tem como não se emocionar. Felicidades aos dois. Você merece muito meu amigo.

    ResponderExcluir