sábado, 19 de setembro de 2015

TROCANDO EM VERSOS: SAMBA DO FALSO AMOR


*Samba de terreiro composto junto com Cadinho da Ilha

Eu compus um samba pro meu falso amor
Um samba que retrata toda falsa dor
A falsa dor que me assola
Que em minha pele aflora
Desde o dia que ela fingiu me deixar

A falsa dor que me asola
Que em minha pele aflora
Desde o dia que ela fingiu me deixar

Compus uma melodia plagiada
Uma letra já letrada
E registrei como autor

No palco não cantei, mandei play back
Fiz de um bolero meu samba moleque
Um refrão emprestado eu peguei

Inimigos conquistei
Mas eu ganhei
Ganhei beijos e abraços
De quem nunca quis meu bem

Das mandingas eu desvio com humor
Com ironia eu cantei um falso amor

Quanta hipocrisia..
Se a verdade fosse bela ninguém mentiria

Quem é que não sofre por alguém
Quem é que não chora uma lágrima sentida
Quem é que não tem um grande amor
Quem é que não chora uma grande dor

(Refrão da música "Quem é?" interpretada por Agnaldo Timóteo)

TROCANDO EM VERSOS ANTERIOR:

Nenhum comentário:

Postar um comentário