sábado, 9 de agosto de 2014

38 ANOS COMIGO MESMO - O NOSSO REENCONTRO




Acabo de completar 38 anos. Meu samba estreou na União da Ilha e fui para casa de minha namorada Hellen. Ela está dormindo. Acordo com vontade de ir ao banheiro e vou. Não noto que estou acompanhado e por uma pessoa que conheço bem.  

EU 13 – Ih caramba, errei de local, tenho que treinar mais.

EU 38 (me viro pra ele ainda mijando) – Que porra é essa? Quem é você?

EU 13 (Desviando) – Porra, Me acertou com mijo..Peraí, é você mesmo!!

EU 38 – E eu te conheço também.

EU 13 E EU 38 (Juntos) – Você sou eu!!

EU 38 – O que você ta fazendo aqui?  Como conseguiu?

EU 13 – Ué? Se você conseguiu ano passado porque eu também não conseguiria? Mas você ta diferente..você ta.. 

EU 38 (Sorrindo e interrompendo) – Magro.

EU 13 (espantado) – É..magro.

EU 38 – Mais magro que você.

EU 13 – E bronzeado. Como conseguiu?

EU 38 – Depois te explico, vou roubar chocolate na geladeira.

EU 13 – Magro e comendo chocolate? Que mistério é esse?

Eu 38 – Caminhada amigo, muitas caminhadas.

Eu 38 vou comer chocolate e eu 13 acompanho

EU 13 – Me dá um pedaço.

EU 38 – Não posso, você ta muito gordo.

EU 13 – E desde quando você liga pra isso?

EU 38 – Desde que decidi emagrecer. Por tua causa tive que ralar pra caramba pra emagrecer 30 quilos.

EU 13 – Caramba!! 30 quilos!!

EU 38 – To me sentindo bem melhor, mais disposto, mais saudável, a hérnia que eu tinha te falado sumiu.

EU 13 – Que bom, já consegue pular muro?

EU 38 – Também não exagera, tenho quase 40 anos.

Eu 13 rio

EU 38 – Ta rindo de que? Você com 13 não consegue. Bem, dia foi cansativo, vou deitar.   

Eu 38 vou para o quarto da Hellen e eu 13 vou atrás.

EU 13 – Sua namorada?

EU 38 – Fala baixo que vai acordá-la.

EU 13 – Idiota, ela não pode me ouvir, só a você, então fale baixo você.

EU 38 – É minha namorada sim. Hellen Manhães, grande mulher.

EU 13 – Bonita.

EU 38 – Verdade, mas tira o olho que é minha.
EU 13 – Se é sua no caso é nossa.

EU 38 – Engraçado você, vai perder o cabaço primeiro e depois pensa numa mulher como essa.

EU 13 – Como você conseguiu uma mulher dessas cara? Eu não consigo nem garota feia.

EU 38 – Porque você é um otário. A sorte que você cresceu e se transformou em mim.

EU 13 – Você adora me ofender, impressionante.

EU 38 – Olha só moleque, tive dia cansativo hoje e vou dormir. 

EU 13 – Está bem, vamos.

EU 38 – Vamos? Você não vai dormir aqui com a gente.

EU 13 – Que a gente? Você sou eu!!

EU 38 – Você vai me fazer procurar análise.

No dia seguinte Eu 13 e Eu 18 estamos na minha casa e olhamos Bia e Gabriel pela janela, eles brincam.

EU 13 – São nossos filhos?

EU 38 – São, a linda Bia que te falei ano passado e o Gabriel que nasceu logo depois da nossa conversa ano passado.

EU 13 – São lindos. Que orgulho.

EU 38 – Gabrielzinho deu trabalho. Ficou doente logo depois do nascimento, chegou a ficar internado mais de uma semana, mas graças a Deus se recuperou e hoje é esse moleque saudável que você ta vendo.

EU 13 – Ela é bem cuidadosa com ele.

EU 38 – Bia é uma menina maravilhosa. Excelente filha e irmã, uma princesa.

EU 13 – Sou bom pai?

EU 38 – Modéstia a parte somos um dos melhores pais que já conheci. Mesmo às vezes sendo impaciente, não ficando tanto com eles. Invejo os dois pelo pai que eles tem.

EU 13 – E o nosso?

EU 38 – É a mesma coisa que você conhece, aquele ser ausente. Talvez o Aloisio de 60 anos tenha uma resposta diferente, mas acho difícil.

EU 13 – Mesmo assim você me parece bem. Melhor que no nosso encontro ano passado. Filhos bacanas, emagreceu, ta bonito.

EU 38 – Humm, me achando bonito é?

EU 13 – é, to, é viadagem achar homem bonito mesmo esse homem sendo a gente?

Eu 38 – Não sei, narcisismo talvez. Bom sinal porque nenhum fracassado é narcisista.

EU 13 – Pois é, mas você me parece com cara melhor, mais feliz.

EU 38 – Como você disse. Filhos lindos, namorada, emagreci, fora outras coisas.

EU 13 –Que coisas?

EU 38 – Comecei a surgir como escritor.

EU 13 – É? Como assim?

EU 38 – Ano passado escrevi uma peça chamada “Eu matei Nelson Rodrigues” e uma galera muito bacana de São Paulo encenou. Fizeram nove apresentações em São Paulo com casa lotada e agora estão vindo para o Rio.
EU 13 – Sério? Que legal.

EU 38 – Fora que tem outra peça sua chamada “‘Dona Carola” que deve ser encenada no Rio de Janeiro e Espírito Santo, além de outras pecas que escreveu e vem sendo muito elogiadas.    

EU 13 – Sempre escrevi muito mesmo.

EU 38 – Não cara, você não escreve muito. Pra sua idade até escreve bem, mas vai se aprimorar com o tempo porque só o treinamento e a perseverança fazem aflorar um dom. Nós temos esse dom, mas ainda temos muito a aprender e corrigir.

EU 13 – E os sambas? Disse que é compositor.

EU 38 – Ganhamos vários sambas pra esse ano. Tivemos uma vitória bem discutível no Boi da Ilha e uma avassaladora no Acadêmicos do Dendê que você ainda não conhece porque não existia em 89. Ganhamos dois prêmios pelo Dendê, mas seu melhor no samba esse ano não foi compondo.

EU 13 – Foi como?

EU 38 – Por causa de incompetência do presidente o Boi não iria desfilar. O maluco decidiu dois dias antes do desfile que não iria. Você, eu, enfim nós, fomos um dos líderes de um movimento que se mobilizou através de redes sociais, que já te expliquei o que é ano passado, e colocou o carnaval na rua.

EU 13 – Que bom, como ela foi?

EU 38 – Foi rebaixada para o último grupo do carnaval. Aí você foi o idealizador de um movimento chamado “Reage Boi”.

EU 13 – Sério? Eu fiz isso?

EU 38 – Sério. Muita gente batalhadora, excelentes pessoas, se juntaram ao movimento. A princípio vocês fizeram um acordo com o presidente para  trabalhar juntos, mas ele traiu o movimento e agora vocês lideram um mobilização para derrubá-lo. Um movimento forte, bem organizado e respeitado que você começou.  

EU 13 – Eu fiz isso? Não to conseguindo acreditar. 

EU 38 – Às vezes nem eu acredito.

EU 13 – E aquela Bia? Que você disse ano passado que era seu grande amor.  

EU 38 – Continua sendo uma pessoa muito especial pra nós, mas tem uma música que diz que o tempo é capaz de transformar um grande amor em quase nada. Nós sobrevivemos e superamos. Não dói mais e a vida continuou de forma linda.   

EU 13 – Então a gente não morre de amor, que bom.

EU 38 – Sim, nós morremos de amor e eu morri várias vezes por ele. Mas ressuscitei sempre ao encontrar um novo.

EU 13 – Essa sua namorada, nossa, me fale dela.

EU 38 – Uma das pessoas mais maravilhosas e fantásticas que já conhecemos. Tem seus defeitos como insegurança, ciúme, manhosa e às vezes vocês quebram o pau feio. Mas é uma das maiores companheiras que você já teve. Te apóia em tudo, é a principal responsável de hoje você se cuidar bem, ter perfumes cheirosos, roupas bacanas e de marca, te verem com outros olhos e ta sempre ao seu lado. Foi sua primeira namorada a te apoiar da forma que você é.  Não querer te mudar.

EU 13 – Caramba, to impressionado.

EU 38 – Você conheceu pessoas maravilhosas do ano passado pra cá. Que te apóiam, estão sempre ao seu lado, te divertem, emocionam e se emocionam com você. Pessoas com as quais pode contar sempre. Você hoje tem o coração repleto de amor porque é como se um jardim florido tivesse surgido a sua frente e você fosse um beija-flor voando para explorar todo esse jardim encantador.     

EU 13 – Bonito isso.

EU 38 – Somos poetas, esqueceu?

EU 13 – Deve ter pegado muita mulher com esse papo mole.

EU 38 – Esquece isso.

EU 13 – E o Flamengo hein?

EU 38 – Esquece isso também.

EU 13 – Filhos,emagreceu, se vestindo bem, namorada legal, ganhando sambas, liderando movimentos no carnaval, começando a ser reconhecido como escritor, sem hérnia e com esse imenso jardim florido se abrindo pra você como diz. Cenário muito diferente que me contou ano passado.

EU 38 – Pois é, nem eu entendo como tudo pode ter mudado tanto no prazo de um ano. Da até medo sabe? E sabe por quê da medo?

EU 13 – Não, por quê?

EU 38 – Ser feliz dá medo. Ainda mais em nós que não estávamos mais acostumados com isso.

EU 13 – Nossa mãe deve estar com orgulho de nós.

EU 38 – Espero que sim.

EU 13 – De que ela morreu?

EU 38 – Viva a vida cara, é melhor.

EU 13 – Mas se você me contar de repente eu consigo mudar isso.

EU 38 – Ela viveu o tempo dela aqui. Talvez ela tenha precisado morrer para que algumas coisas ocorressem, pense nisso.

EU 13 – Não sei como vou conseguir viver sem ela.

EU 38 – Até hoje não sei, mas vou vivendo.

EU 13 – Então já tem a resposta praquela pergunta do ano passado. Se tem orgulho de nós.

EU 38 (rindo) – Sempre tive, mas tinha que fazer charme.

EU 13 – Bem, tenho que voltar, mas foi bom te reencontrar e ver que tenho motivos para ter esperanças no futuro.

EU 38 – Esperança, essa palavra é mágica. Ela que nos move.

EU 13 – Já conseguiu definir se acredita em Deus?

EU 38 – Não, mas agora sei que Ele acredita na gente e isso é o mais importante.

EU 13 – Vai, entra lá pra brincar com nossos filhos.

EU 38 – Valeu moleque.  Boa volta.

Eu 38 me encaminho para a porta enquanto Eu 13 começo a andar em outra direção.

EU 38 – Ah. Me dá uma força. Corta um pouco os carboidratos, facilita minha vida em 2014.      

EU 13 – Carbo o que?

Eu 38 entro, eu 13 volto a andar e Eu 38 volto a sair.

EU 38 – Ah, só mais uma coisa.

EU 13 – Que foi?

Eu 38 (gritando) – Porky Pig!!!

Eu 38 fecho a porta em definitivo

EU 13 (furioso) – Filho da puta!! Sabe que detesto esse apelido!!

*Essa história é uma homenagem a todos aqueles que fizeram do 37° ano da minha vida um dos mais especiais que já tive. Muito obrigado. 



LINK RELACIONADO:

2 comentários: